Início > ASMA / ASTHMA, Principal > Termoplastia Bronquica na Asma Grave e Refratária

Termoplastia Bronquica na Asma Grave e Refratária

19 de julho de 2011

Espirometria para Diagnosticar Asma

Novo tratamento para a asma refratária

 

Asma Bronquica

A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas caracterizada por sintomas episódicos de falta de ar, tosse e chiado, que pode aumentar e diminuir ao longo do tempo. Aproximadamente 8,2% da população em geral é afetada.

Asma grave refratária

Para a definição da asma como grave e refratária é necessário atender pelo menos um dos seguintes critérios principais:

  •   Fazer uso de corticóides orais de forma contínua ou quase contínua (> 50% do ano)
  •   Uso de doses elevadas de corticosteróides inalados.

Além disso, o paciente deve apresentar pelo menos dois dos seguintes critérios menores:

  1.      Fazer uso de medicação de controle, como um beta-agonista de longa ação, de um derivado de teofilina, ou um de antagonista de leucotrienos todos os dias;
  2. Usar um agonista beta de curta duração todos os dias ou quase todos os dias;
  3. Ter obstrução das vias aéreas persistente, ou seja, um volume expiratório forçado no 1º segundo (FEV1) inferior a 80% do previsto, ou um pico de fluxo expiratório que tem uma variabilidade diurna superior a 20%;
  4. Uma ou mais consultas no serviço de Emergência por ano devido a exacerbação da asma;
  5. Três ou mais episódios de uso de corticosteróide oral por ano;
  6. Apresentar  deterioração rápida quando a dose de corticóide oral ou inalado for reduzida em 25% ou menos
  7. Ter apresentado um episódio de asma quase fatal no passado.

Termoplastia brônquica

A termoplastia é um método que envolve o fornecimento de energia térmica via emissão por radiofrequência para a parede das vias aéreas, e provoca a remoção das camadas de músculo liso, o que resulta na diminuição da broncoconstrição e portanto na melhora dos sintomas da asma.

 Protocolo de Termoplastia Brônquica

Os pacientes são avaliados previamente e no dia do procedimento para se certificar de sua doença está estável (isto é, se o seu VEF1 pós-broncodilatador é de pelo menos 15% dos valor basal, e eles não apresentam evidência de exacerbação da asma ou infecção ativa), similar ao protocolo utilizado no julgamento AIR2, antes de prosseguir com o tratamento.

Pacientes recebem 50 mg de prednisona 3 dias antes e, novamente, no dia do procedimento. Nebulização com B2 de curta Fenoterol/ albuterol (2,5-5,0 mg) é realizada antes dos pacientes serem submetidos a uma espirometria de rastreio e novamente antes do procedimento. Se o VEF1 pré-procedimento for inferior a 15% abaixo do valor basal, adia-se o procedimento para outro dia.

O procedimento é realizado com o paciente sob sedação consciente moderada, geralmente usando fentanil , midazolam, e lidocaína tópica em um ambiente monitorado. O broncoscópio é inserido, quer através da boca ou nariz, e oxigênio suplementar é fornecida (veja Vídeo acima em inglês)

A termoplastia é realizada com o sistema Alair (Asthmatx, Inc., Sunnyvale, CA), que oferece uma quantidade específica de energia por radiofreqüência (térmica) através de um cateter.

O cateter é implantado através de um canal de 2,0 mm de um broncoscópio flexível, a partir de vias aéreas distais tão pequenas como 3 mm de diâmetro e trabalhando proximalmente. Os sítios tratados são meticulosamente gravados em um mapa das vias aéreas brônquicas para assegurar que os locais de tratamento não são ignorados ou sobrepostas (vídeo acima)

Uma matriz de quatro eletrodos é manualmente expandida para fazer contato com as paredes das vias aéreas; cada eletrodo tem 5 mm de fio exposto.

Conforme a energia é entregue, a unidade de controle mede a resistência elétrica convertida em energia térmica e desliga a corrente quando uma dose adequada é atingida. Esta energia térmica é o que é responsável por alterar o músculo liso das vias respiratórias.

Um ciclo completo de tratamento exige três sessões de broncoscopia separados, cada um, separados por 2-3 semanas.

O Lobo inferior esquerdo e lobo inferior direito são tratados em processos separados, e então ambos os lobos superiores são tratados em um terceiro procedimento para minimizar os sintomas respiratórios. Cada procedimento geralmente requer 50-75 ativações do aparelho e leva até 60 minutos.

Após cada procedimento, o paciente deve ser observado por 3 a 4 horas, e  uma espirometria deve ser repetida. Uma dose de 50 mg de prednisona adicional é prescrito para o dia seguinte ao procedimento.

O FDA ( Agencia reguladora Americana para procedimentos, medicamentos e alimentos) aprovou o método em 2010.

Uma questão que precisa ser estudada é se a termoplastia vai ajudar outras formas de doença pulmonar, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Referências:

 PULMAOSANEWS – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Thomson NC, Rubin AS, Niven RM, et al, Trial Study Group AIR segurança a longo prazo (5 anos) da termoplastia brônquica:. Asthma Intervention Research julgamento (AIR). BMC Pulm Med 2011; 11:08

About these ads
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 34 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: