Início > Principal > Número de mortos pela gripe suína na Argentina atinge 60.

Número de mortos pela gripe suína na Argentina atinge 60.

6 de julho de 2009

A Argentina confirmou neste domingo que chegaram a 60 as mortes pelo vírus Influenza A (H1N1), causador da gripe suína. O país continua com o maior número de mortes na América do Sul, enquanto o governo ainda se esforça para conter o avanço da doença.
Nesta sexta-feira, o ministro da Saúde Juan Manzur assustou o mundo ao afirmar que o número de casos de infecção da doença poderiam passar dos 100 mil –mais do que todos os casos registrados no mundo pela OMS (Organização Mundial da Saúde), de 89.921 pessoas afetadas. Oficialmente, o governo confirma 2.485 doentes.
Em meio à dispersão da doença, que já deixou 2.485 doentes, Manzur anunciou que o país vai unificar os critérios e protocolos para tratar a gripe suína. Segundo ele, o governo já começou a distribuir remédios para todos os casos da doença, em todas as províncias. O plano inicial é distribuir 300 mil doses, mas já na semana que vem, o governo argentino diz que estará pronto para 500 mil doses adicionais.
“Vamos unificar os critérios e o protocolo de tratamento, para que, ante uma suspeita da gripe A, todos possam atuar de uma mesma maneira”, afirmou o ministro, de acordo com o jornal “Clarín”. Citando fontes do Ministério da Saúde, o jornal diz que o país teve 65 mortes desde o começo de maio.
A Argentina está cada vez mais paralisada pela expansão da gripe suína, com uma chuva de suspensões de todo tipo de atividades oficiais, culturais, educativas e esportivas e a decisão de alguns municípios de se manter “de portas fechadas” por causa da doença.

Categorias:Principal
%d blogueiros gostam disto: