Início > Principal > DPOC grave compromete o desempenho mental

DPOC grave compromete o desempenho mental

9 de julho de 2009

Um novo estudo a ser publicado na edição de 15 de julho do American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine mostra que idosos portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica grave (DPOC) estão associados a maior comprometimento cognitivo.
Investigação anterior sobre DPOC já fazia menção ao comprometimento da função cognitiva, ou das habilidades mentais, mas investigadores dizem este é o primeiro estudo a demonstrar o impacto negativo da DPOC junto ao desempenho mental ao longo do tempo.
“Nossos resultados devem sensibilizar adultos com DPOC grave(aqueles com queda acentuada da função pulmonar, e portanto com VEF1<50%,saturação de O2 < 89%), que estão em maior risco para alterações no desenvolvimento cognitivo,tornando mais difícil gerir os seus afazeres, e provavelmente irá agravar ainda mais a sua saúde geral e a qualidade de vida", disse William W. Hung, MD, MPH, professor assistente na Faculdade de Medicina Mount Sinai.
DPOC é uma doença progressiva que afeta os pulmões e torna difícil respirar. A prevalência da doença aumenta com a idade, e que afeta quase 14% dos adultos com mais de 75 anos de idade nos EUA. Enfisema e bronquite crônica são “divisões” da DPOC. Os investigadores afirmam que as pessoas com DPOC por enfrentar períodos de hipóxia ou baixos níveis de oxigênio podem desencadear problemas no cérebro que afetam no longo prazo o desempenho cognitivo.
No estudo, os pesquisadores compararam o desempenho mental em mais de 4.150 adultos com mais de 50 anos com e sem DPOC que foram testados pelo menos duas vezes entre 1996 e 2002.
Os resultados, publicados no American Journal of Respiratory e Critical Care Medicine, mostram que idosos com DPOC grave apresentaram sinais de comprometimento cognitivo significativamente maior,em comparação com aqueles sem a condição, mesmo após o ajuste para outras doenças e nível educacional. Pessoas com DPOC grave sofrem prejuízo nas suas atividades diárias.
Após controle para outros fatores que podem afetar cognitivo, a média de pontuação cognitiva das pessoas com DPOC grave foi significativamente mais baixa do que aqueles sem a doença,em cerca de um ponto em uma escala de 35 pontos.
Apesar da queda de um ponto na escala parecer pequeno, Hung diz que o nível de comprometimento cognitivo associado com DPOC no estudo afeta muitas tarefas diárias, como a movimentação monetária e reconhecimento dos medicamentos tomados, por exemplo. Baseado em estudos anteriores, em que se registrou um nível de declínio da função cognitiva que provavelmente estaria associado com um aumento de 22% nas dificuldades para realizar tarefas diárias das pessoas com DPOC grave.
"Embora este número possa não aparentar ser uma grande preocupação sobre o nível individual,devemos lembrar que o DPOC grave(níveis 3 e 4 na escala de GOLD*), representa 25% dos pacientes com DPOC e fazendo um comparativo para o nível populacional,torna-se uma grande preocupação para a saúde pública,uma vez que implica em gastos com déficit cognitivo além do próprio DPOC", disse Hung.
Adaptação e tradução: PULMÃO S.A.http://www.pulmaosa.com.br
Fontes:
*Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease. Global strategy for the diagnosis, management, and prevention of chronic obstructive lung disease.
Cognitive Decline among Patients with Chronic Obstructive Pulmonary Disease
Am. J. Respir. Crit. Care Med. 2009; 180: 134-137

%d blogueiros gostam disto: