Início > Principal > Tire as suas dúvidas sobre a gripe suína, ou influenza A (H1N1)

Tire as suas dúvidas sobre a gripe suína, ou influenza A (H1N1)

24 de julho de 2009

O que é Gripe Suína?
É uma doença respiratória causada pelo vírus Influenza A (H1N1), que é hibrido(misturado), ou seja, contém material genético dos vírus humanos, de aves e de suínos.

Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)?

Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre alta de início repentino, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao apresentar alguns desses sintomas, procurar seu médico ou ir a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%.
Há um tropismo (atração) deste vírus H1N1 maior pelo pulmão em comparação com o vírus da gripe comum(sazonal) que possui tropismo pelo nariz e pela garganta.
Entretanto chamamos a atenção para os grupos de risco: Gestantes, obesos, obeso mórbido, portadores de doenças crônicas respiratórias como asma e DPOC,pacientes em tratamento para câncer,em tratamento para AIDS,em uso de corticoterapia,portadores de diabetes,insuficiência cardíaca,hipotiroidismo,insuficiência renal crônica,crianças menores de 2 anos e idosos acima de 60 anos.

Quando eu devo procurar um médico?

Quando apresentar sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure seu médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum(sazonal).
Nos casos graves ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência em todo o Brasil.

Como podemos nos prevenir da Gripe Suína?

Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar, passar álcool gel nas mãos e superfícies.


Em quanto tempo, a partir da transmissão, os sintomas aparecem?

Os sintomas podem iniciar no período de 3 a 7 dias após contato com esse novo subtipo do vírus e a transmissão ocorre, principalmente, em locais fechados,como escolas, creches,instalações militares,igrejas,etc.

Tem Cura?

Sim.O tratamento é feito com antiviral chamado Oseltamivir(Tamiflu®),que é indicado conforme prescrição médica,devendo ser utilizado preferencialmente até 48h do início dos sintomas.

Deve-se usar o medicamento por conta própria?

Não, nenhum medicamento deve ser utilizado sem prescrição médica, ou por conta própria. A primeira coisa a fazer, em caso de sintomas é procurar um Serviço Médico, pois o perigo da utilização indevida de medicamento sem orientação médica, é que pode admitir a criação de cepas resistentes do vírus, por uso inadequado dos medicamentos, quer seja, por tempo inadequado ou por não necessidade do uso, como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o Tamiflu®.

Deve se adiar a volta às aulas?

Os Ministérios da Saúde e da Educação recomendaram nesta quinta-feira, 23/07, que os estudantes com sintomas de gripe sigam orientações médicas e evitem retornar às atividades escolares até estarem completamente restabelecidos.Na quarta feira(22/07), a PULMÃO S.A. já havia feito esta recomendação na rede Twitter,assim como às escolas interligadas ao site.
Defendemos esta alternativa para reduzir a possibilidade de contágio da gripe suína, que já ocorre de forma sustentada (quando o vírus circula no país e é transmitido por pessoas que não foram ao exterior nem tiveram contato com viajantes).
Chamamos a atenção, no entanto, para que os pais evitem levar as crianças a shopping centers, feiras, cinemas,teatros,colônias de férias e a outros lugares onde possa haver aglomeração de pessoas.

É perigoso comer carne de porco e produtos derivados?

Não. Embora o nome da doença remeta a suínos, não há evidências de que esse novo subtipo de vírus esteja relacionado à transmissão por ingestão destes animais. Portanto, não há risco no consumo de produtos de origem suína cozida.

Há uma vacina que possa proteger a população humana contra a Gripe Suína/Influenza A?

Há pesquisas em andamento em vários países,como a Austrália,que anunciou em23/07, já estar em fase de testes humanos. Mas ainda não há previsão para quando a vacina estará disponível para a população.


A vacina contra gripe comum protege contra a influenza A (H1N1)?

Em 100%, não!
O que não se sabe é se ela, de alguma maneira é ou não capaz de produzir uma resposta cruzada a alguns antígenos (partes) do vírus da gripe tipo A, ou Suína. Isso poderia conferir alguma proteção, pois a vacina contra vírus sazonal da gripe para o hemisfério sul, na sua composição para 2009, possui 3 sorotipos virais: 1 influenza tipo B(Florida/4/2006), e 2 sorotipos A(A Brisbane/10/2007,que é um subtipo H3N2; e o A Brisbane 59/2007,que se trata de um subtipo H1N1).Mas precisamos de maiores estudos sobre os casos que estão em andamento para se responder com mais certeza.
A OMS aconselha aos profissionais de saúde que estes estejam vacinados contra a gripe comum e com anti pneumocócica em dia.

PROFISSIONAIS DE SAÚDE:

A)Recomendações para Equipamentos de proteção individual (EPI):
1.Quando se tratar de um paciente suspeito de gripe suína/Influenza A, os seguintes EPI devem ser usados:
Máscara N95descartável e óculos de proteção, luvas descartáveis não estéreis e avental, quando entrar em contato estreito com o paciente. Providenciar isolamento respiratório para o paciente e colocar aviso na prescrição e na entrada do quarto.
2.Quando se tratar um paciente que não é um caso suspeito de gripe suína, mas que tem sintomas de doença respiratória aguda febril, as seguintes precauções devem ser tomadas:
Coloque uma máscara cirúrgica no paciente, se tolerada. Se não for tolerada pelo paciente, o atendente de saúde pode usar uma máscara cirúrgica padrão.

LEMBRE SEMPRE:

Utilizar luvas não estéreis para contato com a paciente, ou secreções, ou ainda superfícies que possam ter sido contaminadas.Realize a higiene das mãos, incluindo a lavagem das mesmas com água e sabão e limpeza com álcool 70% após o contato.
Referências:
http:www.pulmaosa.com.br
CDC USA
www.saude.gov.br
Min. da Saúde: 0800 61 1997

Categorias:Principal Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: