Início > Principal > Paraná confirma mais 3 mortes causadas pela gripe H1N1

Paraná confirma mais 3 mortes causadas pela gripe H1N1

28 de julho de 2009

São Paulo e Paraná confirmaram nesta segunda-feira, 7 mortes pela gripe H1N1, elevando para 45 o número de vítimas fatais da doença no País.
Municípios do Estado de São Paulo como Osasco e Campinas, adiaram em uma semana o reinício das aulas nas redes municipais de ensino para 3 de agosto.A medida, que afetou cerca de 100 mil estudantes, foi tomada para conter o avanço do vírus entre alunos e professores.A medida é defendida pela PULMÃO S.A,uma vez que as escolas são consideradas um agrupamento de crianças e que se uma estiver contaminada, e por ser um ambiente fechado e com salas de aulas com janelas fechadas,principalmente nas cidades mais frias,pode levar a uma taxa de contágio maior.Portanto, constitui de fato uma medida de prevenção e tem o propósito de tentar evitar surtos ou novos casos em crianças e adolescentes, que são considerados parte do grupo de risco.Lembramos que as crianças podem ter o tempo de contágio prolongado até 14 dias.
A prefeitura de Campinas confirmou nesta segunda-feira(27), o primeiro surto da nova gripe na cidade: três funcionários de uma creche contraíram a doença, segundo exames, e o local será fechado por 15 dias por determinação da Secretaria Municipal de Saúde. A creche estava sob investigação, com suspeita de surto. Funcionários já haviam sido afastados.
Outra cidade que confirmou a ocorrência de surto foi Ribeirão Preto-SP, onde cinco casos de gripe suína foram registrados em uma entidade assistencial da cidade.
Paraná
Segundo a secretaria de Saúde do Paraná, três homens morreram na semana passada na Região Metropolitana de Curitiba com o diagnóstico da nova gripe. Nenhum deles tinha uma doença pré-existente. O primeiro a morrer, em 19 de julho, foi um rapaz de 24 anos. No dia 21 morreu um homem de 31 anos e no dia 22 um outro homem de 34 anos. Foi a quarta morte no estado. No dia 14, uma mulher adulta faleceu em Jacarezinho, no norte do estado. O Paraná tem 86 casos confirmados de gripe A. A partir desta segunda-feira, o Laboratório Central do Estado(LACEN), começa a realizar os exames, que até agora eram feitos apenas pelos institutos Adolfo Lutz, em São Paulo, Fiocruz, no Rio, e Evandro Chagas, em Belém.
No Paraná outras 999 pessoas aguardam resultados dos exames e 329 casos já foram descartados.
A região de Curitiba é a que apresenta o maio número de confirmações no Estado do Paraná. A região de Foz do Iguaçu tem 12 casos confirmados, seguidos pela região de Ponta Grossa com nove casos e a região de Cascavel com seis.
A região de Londrina tem três casos, as regiões de Apucarana, Maringá e Cornélio Procópio tem dois casos cada. E as regiões de Cianorte, Toledo, Umuarama, Pato Branco e Jacarezinho um caso cada. A paciente da região de Jacarezinho também evoluiu a óbito.
Fontes:
Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo;
Secretaria de Saúde do Estado do Paraná.

Categorias:Principal
%d blogueiros gostam disto: