Início > Principal > CDC enfatiza o tratamento da síndrome gripal defendida pela PULMÃO S.A

CDC enfatiza o tratamento da síndrome gripal defendida pela PULMÃO S.A

9 de setembro de 2009

Entre as orientações que a PULMÃO S.A. vem emitindo,nesta temporada de influenza e especificamente a respeito do enfrentamento da gripe suína/H1N1, está o tratamento  imediatista da síndrome gripal,principalmente após a circulação livre do H1N1 no Brasil, em Portugal, ou em qualquer outra região em que se registre este fato. Preferencialmente, se possível, que se inicie o tratamento com os anti virais Oseltamivir ou zanamivir nas primeiras 48 horas do aparecimento dos sintomas.

Tal fato foi defendido em nossos editoriais, e a época saudamos a quebra do Protocolo pelo Hospital São vicente de Paula em Passo Fundo-RS,como medida acertada enquanto defendíamos o adiamento da volta as aulas e o afastamento de TODAS as gestantes das atividades laborais.Somente a partir do momento em que o Ministério da Saúde no Brasil resolveu seguir esta mesma orientação, e disponibilizou medicamento é que houve queda no número de complicações.

Ontem8/09, o Centro de Prevenção e Doenças dos Estados Unidos (CDC) fez a mesma recomendação defendida pela PULMÃO S.A, fato que muito nos orgulha:
“Pacientes com sintomas de gripe ou dificuldades respiratórias devem ser rapidamente tratados com os antivirais Tamiflu ou Relenza, mesmo antes de serem submetidos a exames diagnósticos.O tratamento não deve esperar a confirmação laboratorial da influenza porque os exames de laboratórios podem retardar o tratamento e porque um teste negativo rápido da influenza não descarta a influenza”, diz o CDC.

A PULMÃO S.A recomenda que aja uma abordagem diferente  no Brasil para o enfrentamento da gripe A, pois a Região Sul do País possui característica climatica diferenciada das demais, de maneira que o posicionamento do  Ministério da Saúde no Brasil deveria levar tal fato em consideração e vacinar contra o H1N1 as pessoas do grupo de risco,como gestantes e profissionais de saúde, além de crianças e cuidadores, mas também estender a cobertura vacinal contra o influenza sazonal(gripe comum) no sul e nas demais regiões do País.
Fontes:
PULMÃO S.A- Sua Atmosfera, Sua Vida!
CDC- USA
%d blogueiros gostam disto: