Início > H1N1, Principal > BRASIL:CRONOGRAMA de VACINAÇÃO Contra o H1N1

BRASIL:CRONOGRAMA de VACINAÇÃO Contra o H1N1

15 de fevereiro de 2010

VACINA INFLUENZA H1N1

O Ministério da Saúde do Brasil agendou o início da vacinação contra o H1N1 para 8 de março de 2010.

A campanha de vacinação ocorrerá em etapas, e como já adiantado pela PULMÃO S.A. haverá prioridade para os grupos de risco:

1. Profissionais do setor de saúde e Indígenas;

2. Doentes Crônicos;

3. Gestantes e Crianças de seis meses a dois anos;

4. Adultos de 20 a 29 anos;

Haverá a princípio 62 milhões de doses da vacina contra a gripe pandêmica H1N1.

A PULMÃO S.A. publica abaixo o cronograma da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe suína/H1N1:

CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO DOS GRUPOS PRIORITÁRIOS

Grupos Prioritários Data da vacinação Etapa
Trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia 08/03 a 19/03
Indígenas
Gestantes 22/03 a 07/05 2ª a 4ª
Doentes crônicos (veja lista abaixo) 22/03 a 02/04
Crianças de seis meses a dois anos 22/03 a 02/04
População de 20 a 29 anos 05/04 a 23/04
Idosos (mais de 60 anos) com doenças crônicas 24/04 a 07/05

OBSERVAÇÃO:

MS amplia faixa etária para vacinação contra gripe A/H1N1 e acrescenta mais uma fase:

Adultos saudáveis de 30 a 39 anos serão vacinados na quinta etapa da campanha, de 10 a 21 de maio.

DOENÇAS CRÔNICAS PARA VACINAÇÃO
Segunda etapa – De 22 de março a 2 de abril
• Obesidade grau 3 – antiga obesidade mórbida (crianças; adolescentes e adultos);
• Doenças respiratórias crônicas desde a infância (exemplos: fibrose cística, displasia broncopulmonar);
• Asmáticos (formas graves);
• Doença pulmonar obstrutiva crônica e outras doenças crônicas com insuficiência respiratória;
• Doença neuromuscular com comprometimento da função respiratória (exemplo: distrofia neuromuscular);
• Imunodeprimidos (exemplos: pacientes em tratamento para aids e câncer ou portadores de doenças que debilitam o sistema imunológico);
• Diabetes mellitus;
• Doença hepática (exemplos: atresia biliar, cirrose, hepatite crônica com alteração da função hepática e/ou terapêutica antiviral);
• Doença renal (exemplo: insuficiência renal crônica, principalmente em pacientes com diálise);
• Doença hematológica (hemoglobinopatias);
• Pacientes menores de 18 anos com terapêutica contínua com salicilatos (exemplos: doença reumática auto-imune, doença de Kawasaki);
• Portadores da Síndrome Clínica de Insuficiência Cardíaca;
• Portadores de cardiopatia estrutural com repercussão clínica e/ou hemodinâmica (exemplos: hipertensão arterial pulmonar, valvulopatias, cardiopatia isquêmica com disfunção ventricular).

FONTES:

PULMÃO S.A. – Sua Atmosfera, Sua Vida!®

Ministério da Saúde do Brasil.

Veja também:

O que gestantes devem saber sobre gripe suína?

De Volta para o Futuro: Seus Avós tomaram Vacina da Gripe em 1958?

Gripe Suína/ H1N1:Guia para Escolas

Perfil Epidemiológico da Gripe H1N1 nos USA

ASMA:Principal Condição Associada a Internações por H1N1 nos USA

Miocardite em Crianças com Gripe H1N1

Categorias:H1N1, Principal Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: