Início > DPOC / COPD, DR./MD., Pare de Fumar / Quit, Principal > A Matemática do Tabagismo = DPOC + Plus -The Mathematics of Smoking = COPD + Plus

A Matemática do Tabagismo = DPOC + Plus -The Mathematics of Smoking = COPD + Plus

24 de maio de 2010

Tabagismo= DPOC + Plus * Smoking = COPD +Plus

A Matemática do Tabagismo = DPOC + Plus

Desde 2003 o Brasil é signatário de um tratado Internacional chamado Convenção- Quadro, que implica aos países que assinaram a Convenção a adotar políticas para o controle do tabaco e proteger as gerações presente e futura dos danos ambientais, econômicos e em saúde pública gerados pela exposição à fumaça ativa ou passiva do cigarro, ambas letais!

Tabagismo e Saúde

Os custos com o tabaco no Brasil, segundo estudo do Banco Mundial realizado levando em consideração as internações hospitalares associadas ao tabagismo ocorridas no SUS entre 1996 a 2005, giram em torno de Us$ 500 milhões de dólares.

Aproximadamente R$ 340 milhões ( Reais) é gasto apenas com internações para os casos de câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias atribuíveis ao tabagismo. Soma que equivale a quase 30% dos custos hospitalares totais do SUS para o tratamento dessas enfermidades.

Isto decorre do fato do tabagismo estar relacionado a tipos de patologias diferentes, gerando 52 códigos internacionais de doenças. Por isto o fumo leva a um número de óbitos de cerca de 200.000 pessoas por ano no Brasil, matando mais que a Malária, a Varíola e a AIDS juntas, segundo dados do  INCa e do Ministério da Saúde.

Recentemente o IBGE revelou que o número de fumantes no Brasil é de 24,6 milhões, e destes 81,3% (20 milhões), estão acima de 18 anos. E segundo o Datafolha há em relação ao cigarro uma opinião favorável ao aumento de impostos, com 63% da população acenando favoravelmente, e 88% concordam que impostos pagos pela indústria deveriam ir para o setor de saúde, podendo constituir uma solução para o não retorno da impopular CPMF, e ao mesmo tempo equilibrar o orçamento governamental.

Em relação aos tabagistas passivos, as leis antifumo implantadas no Brasil, constituíram um grande avanço, que precisa ser ratificado no Congresso Nacional através do ajuste ainda não complementado na lei federal nº 9.294/96, através do projeto lei  315/08 que objetiva repará-la, e que ainda permanece em trâmite.

Demais ajustes ainda são necessários como a proposição de se proibir venda de cigarros em perímetro escolares, tal qual uma maior vigilância para coibir a venda avulsa do produto, o que poderia em muito melhorar a proteção junto a crianças e adolescentes. Afinal, a nicotina comprovadamente é a droga que provoca mais mortes no mundo e é diretamente responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão, doença com prognóstico ruim e extremamente letal.

A maioria dos fumantes quer parar de fumar. Mas, é preciso que planos de saúde privados e o governo ofereçam acesso aos seus clientes ao tratamento do tabagismo, na sua integralidade, incorporando medicações indicadas pela literatura médica, que contemplem o tratamento da síndrome de abstinência e aumentem os índices de êxito, permitindo conforme avaliação médica o uso desde adesivos de nicotina isolados, ao uso de Bupropiona ou da Vareniclina isolados ou mesmo associados.

Esforço para a implantação junto ao Programa de Saúde de Família poderia ser benéfico, popularizando exames simples como a espirometria e atuando numa esfera maior atingindo crianças e jovens na prevenção e propiciando diminuição nos casos de câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias atribuíveis ao tabagismo.

Este ato em muito contribuiria para a conscientização e para o decréscimo da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), que constitui a quarta maior causa de mortalidade mundial mundo.

Se fosse uma fórmula matemática poderíamos expressar o tabagismo da seguinte forma:

Tabagismo = DPOC + Plus

-Tabagismo é igual a Doença Pulmonar,Oncológica,Cardíaca Mais Pediátrica.

A proposição da PULMÃO S.A. é que um programa conjunto (DPOC+ Plus )   em relação ao tabagismo geraria benefícios claros para a Saúde Pública e também para a Economia Nacional.

A base do programa proposto está na sua fórmula matemática. Em outras palavras, as ações destinadas ao combate do tabagismo devem ser realizadas de maneira global, incorporando as interfaces Pulmonar, Oncológica, Cardíaca e também pediátrica.

O programa Nacional de Saúde de Família teria a missão de executar a ação governamental. Além dos programas  já implementados sobre Hipertensão e Diabetes seria desejável agregar uma interface pulmonar, em que a espirometria passasse a ter um status de exame de usual e que um programa para a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), com foco não apenas preventivo, mas de tratamento, cujo fornecimento de medicamentos como B2 e Anticolinérgicos de curta e também de longa ação, associado a disponibilidade do corticóide inalatório deveria ser acessível aos portadores de broquite crônica e de enfisema pulmonar, as interfaces do DPOC. Um programa de treinamento muscular orientado por fisioterapeutas também agregaria valor pois diminuiria os custos com internações hospitalares e mesmo a taxa de mortalidade, resultando em maior qualidade de vida para os portadores de DPOC.

Uma face Oncológica e um Programa Pediátrico também seriam adicionados, incorporando a vacina Pneumocócica Pneumo23 e a nova vacina Prevenar13, já aprovada pelo CDC nos Estados Unidos.

Nós cercaríamos as causas do DPOC e combateríamos o tabagismo de uma forma global. Teríamos uma alocação melhor e economia de recursos advindos da diminuição do número de hospitalizações para todas estas doenças supracitadas e de brinde uma queda também no número de morbidade e mortalidade provocadas pelos pneumococos.

Este plano deveria ser incorporado na agenda não apenas da Organização Mundial de Saúde e dos Ministério da Saúde de todos os países, mas também no das empresas de seguro de saúde , e obrigatoriamente constar na agenda dos atuais candidatos a Presidente da República.

Ao discutirmos tabagismo nos deparamos com um  assunto de interesse tanto para a Saúde Pública quanto para a Segurança Nacional.

É, portanto um  projeto nobre que  envolve as causas ambiental, Sócio Econômica, Médica, e agora: Matemática!

Atenciosamente,

Dr. Marcos Nascimento, Md.

Editor Médico do site PULMÃO S.A.- Sua Atmosfera, Sua vida!®

Professor Pneumologia PUCPR

FONTES:

  1. Chapman KR, Mannino DM, Soriano JB, et al. Epidemiology and costs of chronic obstructive pulmonary disease. Eur Respir J 2006;27:188-207. [Free Full Text]
  2. Lopez AD, Shibuya K, Rao C, et al. Chronic obstructive pulmonary disease: current burden and future projections. Eur Respir J 2006;27:397-412. [Free Full Text]
  3. Calverley PM, Walker P. Chronic obstructive pulmonary disease. Lancet 2003;362:1053-1061. [CrossRef][Web of Science][Medline]
  4. Anthonisen NR, Skeans MA, Wise RA, Manfreda J, Kanner RE, Connett JE. The effects of a smoking cessation intervention on 14.5-year mortality: a randomized clinical trial. Ann Intern Med 2005;142:233-239. [Free Full Text]
  5. Fabio Pitta, PhD, et All. Are paients with chronic obstructive pulmonary disease more active after pulmonary rehabilitation? Chest 2008;134;273-280; [ Free Full Text]
  6. Ministério da Justiça do Brasil;
  7. Ministério da Saúde do Brasil;
  8. INCa- Instituto Nacional do Câncer;
  9. Pesquisa Instituto Datafolha- ACT ( Aliança de controle do Tabagismo).

Veja outros Artigos da Série “Pare de fumar:”

ZOO LÓGICO? -Salvem a Atmosfera das nossas crianças

Cigarros são também prejudiciais a saúde financeira

Prezado Tiger Woods: Cigarro, Charuto ou Cachimbo são derivados de tabaco e todos são mortais, inclusive na estratégia de marketing

Video sobre DPOC-  DP o quê?

Fumar durante a gravidez = “Fogo amigo !”

ENGLISH


The Mathematics of Smoking = COPD + Plus

Since 2003 Brazil has signed an international treaty called the Framework Convention, which requires from countries that signed the Convention to adopt policies for tobacco control and protect present and future generations of environmental damage, economic and public health created by exposure of active or secondhand  smoking cigarette, both lethal!

Smoking and Health

The costs of tobacco in Brazil, according to a World Bank study carried out taking into account the hospitalizations associated with smoking that occurred in the Brazilian Public System (SUS) from 1996 to 2005, revolving around U.S. $ 500 million.

Approximately R$ 340 million (Reals) is spent only with hospital admissions for cancers, cardiovascular and respiratory diseases attributable to smoking. This sum is equivalent to nearly 30% of total hospital costs for health care to treat these diseases.

This follows from the fact that smoking be related to different types of pathologies, tobacco is relation with 52 different international codes of diseases. For this reason, smoke leads to a number of deaths of about 200,000 people per year in Brazil, killing more than malaria, smallpox and AIDS combined, according to the Brazilian National Cancer Institute (INCa) and the Ministry of Health of Brazil.

The Brazilian Statistics Institute (IBGE) recently revealed the number of smokers in Brazil is 24.6 million, of which 81.3% (20 million) are over 18 years. According to the the  Datafolha Statistics Institute, the Brazilians has expressed  an favorably opinion in relation to the cigarette tax increase, with 63% of the population waving favorably. Almost 88% agree that taxes paid by Tobacco industry should go to the health sector. This could provide a solution to the no return of “CPMF’s unpopular banned tax,” And while at the same time this solution could balance the government budget.

In relation to passive smokers, the anti-smoking laws implemented in Brazil, were a major breakthrough, which must be ratified by Brazilian National Congress through the adjustment has not supplemented the Federal Law No. 9.294/96, by a Law project number 315/08  that aims to repair it, and that remains in progress.

Other adjustments are still needed as the proposition to prohibit sale of cigarettes in school perimeter, such that greater vigilance to curb the sale of spare product, which could greatly improve protection among children and adolescents. After all, nicotine is proven that the drug causes more deaths worldwide and is directly responsible for 90% of cases of lung cancer, a disease with poor prognosis and extremely lethal.

Most Brazilian smokers want to quit smoking. But they need private health plans and government provide access to their clients to the treatment of smoking in its entirety, incorporating medications indicated by the medical literature, covering the treatment of withdrawal syndrome and increase the success rates, allowing assessed medical use since the Nicotine patch alone, the use of Bupropion or Varenicline isolated or associated.

Effort to deploy with the Family Health Program would be beneficial, popularizing simple tests such as spirometry and working in a larger sphere reaching children and youth either in prevention or providing reduction in cancers, cardiovascular and respiratory diseases attributable to smoking.

This act greatly contribute to the awareness and to decrease the Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD), which is the fourth leading cause of mortality worldwide.

Math smoking: Smoking = COPD + P

If it were a mathematical formula, it could express smoking as follows:

“ Smoking= COPD + Plus


In other words, Smoking-equals Cardiac, Oncology, Pulmonary Diseases plus Pediatric disease.

The proposition of PULMAOSA is the adoption of  COPD + Plus’ program in relation to smoking would produce clear benefits for Public Health and also for the Brazilian and also for other countries Economy.

The basis of the proposed program is in its mathematical formula. In other words, actions aimed at combating smoking should be conducted in a comprehensive way, incorporating interfaces Pulmonary, Oncology, Cardiac and also children’s aspects.

The Brazilian National Program for Family’s Health would have the task of government action. Besides the programs already implemented on hypertension and diabetes would be desirable to add an lung interface, where spirometry is given an upgrade status review becoming an usual exam for Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) diagnosis, focusing not only preventive, but treatment targets, whose supply of drugs such as B2 and Anticholinergics short and also long-acting, coupled with the availability of inhaled corticosteroids should be accessible to people with  chronic bronchitis and pulmonary emphysema, the COPD’s  interfaces.

The Paediatric  and Oncology interfaces would also be added, incorporating respiratories vaccines as new Pneumococcal vaccine Prevenar13, already approved by the CDC in the United States, and also Pneumo23.

We would enclose the causes of COPD( Chronic Obstructive Disease),  and would fight the tobacco in a comprehensive way. We would have a better allocation of resources from the economy and the decreased numbers of hospitalizations for all these diseases mentioned above with a detach to cardiologic ones, and also register a fall in the number of morbidity and mortality caused by pneumococcal diseases.

This plan should be incorporated in the agenda not only of the World Health Organization ( WHO) and Nations’ Ministry of Health, but by the weight and number of the involved diseases must appear in the agenda of the current candidates for President of this year’s election in Brazil.

When discussing smoking, we faced with subjects of interest to both the Public Health and for National Security.

It is therefore a noble project that involves Environmental, Socio Economic, Medical Causes. And Now: A Math One!

Sincerely,
Dr. Marcos Nascimento, Md.
Medical Editor of
PULMAOSA: Lungs, Your atmosphere, your life! ®
Pulmonology Professor at College of Medicine of PUCPR -Curitiba- Brazil

Categorias:DPOC / COPD, DR./MD., Pare de Fumar / Quit, Principal Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: