Início > Crianças/ Children, Principal > Caso suspeito de sarampo em São Paulo – Suspect of Measles in Sao Paulo Brazil

Caso suspeito de sarampo em São Paulo – Suspect of Measles in Sao Paulo Brazil

3 de junho de 2011

Sarampo- Measles

 Caso suspeito de sarampo em São Paulo 

(PULMAOSANEWS)  A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo informou nesta sexta-feira 3 de junho de 2011, que há um caso suspeito de sarampo em fase final de investigação epidemiológica.

Amostras analisadas no Instituto Adolfo Lutz deram positivo para o vírus, mas ainda aguardam confirmação da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, responsável pela contraprova.

O caso refere-se a uma criança de 7 anos moradora da região de Campinas, não vacinada e sem histórico de viagem recente a outros estados ou ao exterior.

Um surto de sarampo na Europa, que desde o início do ano já tem mais de 6,5 mil casos suspeitos notificados, sendo 5 mil somente na França, fez com o que o Ministério da Saúde, juntamente a Secretaria de Saúde de São Paulo e outros 7 estados antecipassem a imunização de crianças contra o sarampo e a associando`a campanha de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil) que começa neste mês de junho.

Há onze anos não se registrava casos autócnes (não associado a casos importados)  no Brasil.  O último ocorreu em 2000 em Mato Grosso do Sul.

A vacinação nos postos de saúde começa no dia 18 de junho, um sábado, e segue até 1º de julho. Devem ser vacinadas todas as crianças com até 6 anos de idade. As crianças que estiverem com a caderneta de vacinação desatualizada também deverão receber as vacinas que faltarem. A meta da Secretaria de Saúde de São Paulo é imunizar 3,17 milhões de crianças, das quais 2,67 milhões contra sarampo e paralisia infantil, e outras 500 mil apenas contra o sarampo.

Os sete estados  que além de São Paulo irão vacinar crianças contra sarampo são: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Bahia, Ceará e Alagoas.

Dado a proximidade das férias de meio de ano, foram levados em consideração três critérios para identificar os estados onde a campanha contra o sarampo será antecipada nos estados com: maior fluxo turístico; densidade populacional, dificultando operações efetivas de bloqueio vacinal, em caso de surtos; e em localidades com menores coberturas da vacina tríplice viral nos últimos anos.

Municípios das demais unidades da federação vão vacinar as crianças dessa faixa etária contra o sarampo no dia 13 de agosto (começo da segunda etapa de vacinação contra a pólio).

Sarampo

Sarampo é uma doença infecciosa viral altamente transmissível. Em geral ocorre na infância, mas também pode afetar adultos que não tiveram a doença ou que não foram vacinados adequadamente (não vacinados, ou não completaram o esquema vacinal).

A marca registrada do sarampo são os exantemas (manchas avermelhadas na pele), e o seu período de transmissão é de 8 dias: sendo 4 dias antes do aparecimento dos exantemas e 4 dias depois.

Sintomas:

Os exantemas podem ser seguidos de coriza, conjuntivite, tosse e febre alta (>38C).  A recomendação é para que a pessoa procure imediatamente um posto de saúde ou seu médico e evite contato desnecessário com outras pessoas para que se evite o contágio.

As complicações mais frequentes são pneumonia, diarreia e otite provocadas pelo próprio vírus do sarampo, mas que podem ocorrer secundariamente por bactérias em 30% dos casos. O acometimento do Sistema Nervoso Central (encefalite) ocorre em 1 para cada 1.000 casos.

Sarampo Vaccine

Vacina do Sarampo

A vacina do sarampo chama-se tríplice viral ou MMR (sigla em inglês para Mumps = Caxumba, Measles = Sarampo e Rubella = Rubéola). Por ser produzida com vírus atenuados, a vacina contra o sarampo é  contra- indicada para gestantes!

 

Maior Risco:

Apresentam maior risco para o sarampo: Quem não está vacinado, pessoas entre 20 a 50 anos, turistas que viajam para a Europa e aeronautas: Estes devem procurar se vacinar com a vacina MMR!

Tratamento:

Não há  nenhum tratamento especifico para o vírus do sarampo. O tratamento é de suporte e inclui antitérmicos, hidratação  e o tratamento das complicações como a pneumonia. A OMS aconselha prescrever vitamina A para crianças , afim de reduzir a morbi- mortalidade.

* Não se deve administrar medicamentos que contenham acido acetil salicílico ( AAS, Aspirina®, Doril®) por duas razões : 1) pelo risco do desenvolvimento de síndrome de Reye em crianças e 2) Devido ao risco de sangramento, pois o sarampo pode provocar plaquetopenia ( diminuição no numero de plaquetas).

 Fontes:

 PULMAOSANEWS – Pulmao SA: Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

CDC- Center for Diseases Control;

Cives- UFRJ

Secretaria de Saúde de São Paulo

Ministério da Saúde Brasil

Suspect of Measles in Sao Paulo Brazil

ENGLISH

(PULMAOSANEWS) The Secretary of Health of the State of Sao Paulo, Brazil said on this Friday, June 3, 2011, there is a suspected case of measles in the final stage of epidemiological research.
Samples analyzed at Adolfo Lutz institut tested positive for the virus, but it still awaiting confirmation of the Oswaldo Cruz Foundation in Rio de Janeiro, responsible for rebuttal.
The case refers to a seven years old child, resident in Campinas city, unvaccinated and with no history of recent travel to other states or abroad.
For this reason the Sao Paulo Health Office will include immunization of children against measles in the vaccination campaign against poliomyelitis (infantile paralysis) that opens this month across the state.

Since the year 2,000 were not recorded autocne cases (not associated with imported cases) in Brazil. The last occurred  in Mato Grosso do Sul state.
Vaccination in health care facilities will begin on June 18, a Saturday, and will continue until July 1. It should be vaccinated every child under 6 years of age. Children who are with their vaccination coverage not completed will also receive the vaccines that are missing. The goal of the Health Secretariat of São Paulo is 3.17 million to immunize children, of whom 2.67 million against measles and polio, and other 500 000 measles only.
Measles
Measles is a highly infectious viral disease transmitted. It usually occurs in childhood but can also affect adults who have not had the disease or were not properly vaccinated (unvaccinated or had not completed the immunization schedule).
The hallmark of measles are rashes (red spots on the skin), and its transmission period is 8 days: four days before the appearance of rashes and four days later.

Symptoms:
The rash may be followed by coryza, conjunctivitis, cough and high fever . The recommendation is for the person to seek immediate health clinic or your physician and avoid unnecessary contact with others in order to avoid contagion.
The most common complications are pneumonia, diarrhea and ear infections caused by the measles virus, but may occur secondarily by bacteria in 30% of cases. Involvement of the central nervous system (encephalitis) occurs in 1 per 1,000 cases.

Measles Vaccine
The measles vaccine is called MMR (abbreviation for Mumps, Measles and Rubella). The measles vaccine is contraindicated for pregnant women, because it contains attenuated virus.
Protect your children, vaccinate children for measles and polio in São Paulo from June 18, 2011.

Treatment:
There is no specific treatment for measles virus. Treatment is supportive and includes antipyretics, hydration and treatment of complications such as pneumonia. The WHO advises prescribing vitamin A to children in order to reduce morbidity and mortality.
* DO NOT USE medicines containing acetylsalicylic acid ( Aspirin) for two reasons: the risk of developing Reye syndrome in children and the risk of bleeding, because measles can cause thrombocytopenia (decrease in the number of platelets).

Fever reducers. You or your child may also take over-the-counter medications such as acetaminophen (Tylenol, others), ibuprofen (Advil, Motrin, others) or naproxen (Aleve).

Sources:
PULMAOSANEWS – PULMAOSA: Your atmosphere, Your Life! ®
CDC Center for Disease Control;
Cives-UFRJ
Health Secretariat of São Paulo

%d blogueiros gostam disto: