Archive

Archive for julho \31\UTC 2011

Possibilidade de uma Vacina Universal da Gripe é Real

31 de julho de 2011 Comentários desligados

1957 flu vaccin shot line

Vacina da Gripe Universal

Possibilidade de uma Vacina Universal da Gripe é Real

 (PULMAOSANEWS)-   Um grupo de pesquisadores britânicos e suíços encontraram um “super anticorpo” da gripe em um paciente que teria a capacidade de  neutralizar os principais grupos de vírus influenza A.

Esta descoberta deste novo anticorpo, chamado FI6, poderia combater todos os tipos de vírus influenza A que causam gripes tanto em humanos e animais.

Esta descoberta pode ser o ponto de partida no desenvolvimento de novos tratamentos da gripe, inclusive para uma vacina universal para combater a gripe, com resposta imune que duraria decadas ou mesmo por toda a vida.

O consultor Médico da PULMAOSA, Dr. Marcos Nascimento explicou que quando alguém está infectado com o vírus da gripe, o  corpo produz  anticorpos contra a fração de proteína hemaglutinina do vírus. Mas, como existem 16 diferentes tipos de hemaglutininas, que se subdividem em dois grupos, o desenvolvimento de novas vacinas são necessárias a cada ano para combater essas cepas que se modificam. “Assim, se os laboratórios puderem desenvolver  um único anticorpo que tenha como alvo todos os subtipos conhecidos do vírus influenza A, como o FI6 mencionado acima,  isto representará um passo importante em direção a uma vacina da gripe universal,  possibilitando uma queda na morbi- mortalidade  da gripe e a economia de milhares de dólares para a economia mundial,  acrescenta o Dr. Nascimento.

Siga @PULMAOSA no Twitter

Fontes:

  PULMAOSANEWS – Pulmões: Proteja a Sua Real Atmosfera!

Clique para acessar o Abstract : A Neutralizing Antibody Selected from Plasma Cells That Binds to Group 1 and Group 2 Influenza A Hemagglutinins

The possibility of a Flu universal Vaccin

31 de julho de 2011 Comentários desligados

Universal Flu Vaccin

The Possibility of a Flu Universal Vaccin is real

 

(PULMAOSANEWS)-  A group of British and Swiss Researchers have found a flu “super antibody” from a human patient which neutralizes the main groups of influenza A viruses. This new  antibody discovery called FI6 could be able to fight all types of influenza A viruses that cause disease in humans and animals.

This discovery may be a turning point in the development of new flu treatments as a universal vaccin to fight flu.

The PULMAOSA advisor Physician Dr. Marcos Nascimento explained that when someone is infected with the flu virus, the antibodies target the virus’ hemagglutinin protein. But  because there are 16 different types of hemagglutinin protein, new vaccines are necessary to be made each year to fight these strains which matches all year. “So, if  the labs could develop just  only antibody which targets all known subtypes of the influenza A virus, as the FI6 mentioned above, it will represent an important step toward a universal flu vaccin,” adds Dr. Nascimento.

 

Follow @PULMAOSA on Twitter

 

Sources:

 PULMAOSANEWS – Lungs Your real Atmosphere!

A Neutralizing Antibody Selected from Plasma Cells That Binds to Group 1 and Group 2 Influenza A Hemagglutinins

Lei Antifumo para Carros: Um Bem para Adultos e Crianças!

25 de julho de 2011 Comentários desligados

 

Carro Livre de Fumo Protege Crianças

Lei Antifumo para Carros: Um Bem para Adultos e Crianças!

O problema do tabagismo passivo (poluição tabágica ambiental – PTA):

Definido como “a exposição involuntária de pessoas não-fumantes às substâncias produzidas pela combustão do tabaco em ambientes fechados…”

Estatísticas mostram ser esta a terceira causa de morte evitável nos países desenvolvidos, ficando apenas atrás do tabagismo ativo e do alcoolismo”. Dados da OMS evidenciam que cerca de 700.000.000 de crianças estão expostas em suas casas ou seja 1 em cada 2 crianças são vítimas deste mal. Além do risco do desenvolvimento de qualquer doença respiratória assim como a piora dos seus respectivos sintomas pode haver piora do desempenho escolar, distúrbios cognitivos e comportamentais e consequente aumento  do risco de doenças cardiovasculares na idade adulta.

Segundo o Consultor Medico da PULMAOSA, O Dr. Marcos Nascimento: “As evidências disponíveis sobre os efeitos nocivos a saúde do tabagismo ativo e pela exposição a PTA são a base científica para a implementação das políticas aprovadas na Convenção-Quadro para o controle do Tabaco, como por exemplo, as políticas para garantir os ambientes livres de tabaco.” Por isso há  a necessidade de aprovação do projeto lei 315 para ambientes livres de tabaco, assim como a proposição de uma lei para carros livres de tabaco, sobretudo quando houver crianças a bordo, complementa o Dr. Nascimento.

“Os custos sociais e econômicos para tratar as doenças relacionadas ao tabaco são incomensuráveis. Segundo a Sociedade Americana de Atuárias dos EUA (2005), o custo com cuidados médicos e com a morbimortalidade decorrente da exposição a PTA é de cerca de 10 bilhoes de dólares anuais, sendo a metade por custos indiretos, tais como absenteísmo e invalidez.

COPA DE 2014 & BRASIL LIVRE DE FUMO

O Brasil sediará  eventos de porte mundial nos próximos anos como a copa do mundo de futebol FIFA de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Uma proposição é criar uma estrutura 100% livre de fumo não apenas nos espaços internos de estádios, centro de imprensa e Hotéis, mas proporcionar tratamento para os voluntários e os trabalhadores regulares destas instituições, podendo a SBPT ou SOPTERJ iniciar juntamente com as demais regionais, um movimento para a COPA  e a Olimpíadas 100% Livre de fumo, assim como conclamar as autoridades municipais/ Estaduais e Federais a adotarem uma campanha pela proteção da atmosfera pulmonar das gerações de crianças do presente e futuro adotando lei para carros 100% livres de fumo.

Quanto você fuma passivamente:

Local

Permanência

Número de Cigarros

Bar

2 horas

4

Restaurante (área para não fumantes)

2 horas

1 + ½

Escritório (livre)

8 horas

6

Presença de alguém fumando 1 maço ao dia

24 horas

3

Carro (janelas fechadas)

1 hora

3

Fonte: James h. Price, PhD, MPH – University of Toledo

 Veja como o Fumo passivo afeta a saúde  das crianças:

  • Respirar o fumo passivo é prejudicial à saúde da criança, podendo desencadear varias doenças como a asma brônquica, a Síndrome da Morte Súbita Infantil (SMSI),  e aumenta os riscos de bronquite aguda, pneumonia e otite.
  • Aumenta a chance e os episódios de crises de asma brônquica;
  • O desenvolvimento dos pulmões das crianças pode ser severamente afetado pela exposição ao fumo passivo por vários motivos, incluindo que as crianças ainda estão se desenvolvendo fisicamente, têm maior taxas de frequência  respiratória que os adultos, e têm pouco controle sobre seus ambientes fechados;
  • Crianças que receberam altas doses de fumo passivo, como aquelas com mães  que fumam em ambientes fechados como no interior de carros e casas, correm o maior risco de efeitos prejudiciais à saúde;
  • As crianças são mais expostas ao Tabagismo Terciario.  Junte-se a milhões de pessoas que estão protegendo suas crianças do fumo passivo:     A @PulmaoSA convida a todos para divulgar a campanha para carros Livre de Fumo!

 

Exija do seu representante no Congresso Nacional uma lei para Carros Livres de fumo: Sobretudo quando há crianças a bordo!

Seja Você também um herói para uma criança, resguardando o seu ambiente e mantendo seu carro livre de fumo!

 Escreva ou Ligue para o seu representante no Congresso Nacional!

 Ligue para o Senado Federal em chamada grátis para o Alô Senado: 0800 61 2212

Ou escreva um e-mail para os Senadores do seu Estado solicitando um Projeto de Lei para carros Livre de fumo:   E- mail dos Senadores

Afinal o Fumo tanto ativo quanto passivo são mortais!

Fontes:

PulmaoSA Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

SBPT- Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

INCa- Instituto Nacional do Câncer – Brasil.

OMS- Organização Mundial de Saúde

CDC – Center For Diseases Control –USA

Termoplastia Bronquica na Asma Grave e Refratária

19 de julho de 2011 Comentários desligados

Espirometria para Diagnosticar Asma

Novo tratamento para a asma refratária

 

Asma Bronquica

A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas caracterizada por sintomas episódicos de falta de ar, tosse e chiado, que pode aumentar e diminuir ao longo do tempo. Aproximadamente 8,2% da população em geral é afetada.

Asma grave refratária

Para a definição da asma como grave e refratária é necessário atender pelo menos um dos seguintes critérios principais:

  •   Fazer uso de corticóides orais de forma contínua ou quase contínua (> 50% do ano)
  •   Uso de doses elevadas de corticosteróides inalados.

Além disso, o paciente deve apresentar pelo menos dois dos seguintes critérios menores:

  1.      Fazer uso de medicação de controle, como um beta-agonista de longa ação, de um derivado de teofilina, ou um de antagonista de leucotrienos todos os dias;
  2. Usar um agonista beta de curta duração todos os dias ou quase todos os dias;
  3. Ter obstrução das vias aéreas persistente, ou seja, um volume expiratório forçado no 1º segundo (FEV1) inferior a 80% do previsto, ou um pico de fluxo expiratório que tem uma variabilidade diurna superior a 20%;
  4. Uma ou mais consultas no serviço de Emergência por ano devido a exacerbação da asma;
  5. Três ou mais episódios de uso de corticosteróide oral por ano;
  6. Apresentar  deterioração rápida quando a dose de corticóide oral ou inalado for reduzida em 25% ou menos
  7. Ter apresentado um episódio de asma quase fatal no passado.

Termoplastia brônquica

A termoplastia é um método que envolve o fornecimento de energia térmica via emissão por radiofrequência para a parede das vias aéreas, e provoca a remoção das camadas de músculo liso, o que resulta na diminuição da broncoconstrição e portanto na melhora dos sintomas da asma.

 Protocolo de Termoplastia Brônquica

Os pacientes são avaliados previamente e no dia do procedimento para se certificar de sua doença está estável (isto é, se o seu VEF1 pós-broncodilatador é de pelo menos 15% dos valor basal, e eles não apresentam evidência de exacerbação da asma ou infecção ativa), similar ao protocolo utilizado no julgamento AIR2, antes de prosseguir com o tratamento.

Pacientes recebem 50 mg de prednisona 3 dias antes e, novamente, no dia do procedimento. Nebulização com B2 de curta Fenoterol/ albuterol (2,5-5,0 mg) é realizada antes dos pacientes serem submetidos a uma espirometria de rastreio e novamente antes do procedimento. Se o VEF1 pré-procedimento for inferior a 15% abaixo do valor basal, adia-se o procedimento para outro dia.

O procedimento é realizado com o paciente sob sedação consciente moderada, geralmente usando fentanil , midazolam, e lidocaína tópica em um ambiente monitorado. O broncoscópio é inserido, quer através da boca ou nariz, e oxigênio suplementar é fornecida (veja Vídeo acima em inglês)

A termoplastia é realizada com o sistema Alair (Asthmatx, Inc., Sunnyvale, CA), que oferece uma quantidade específica de energia por radiofreqüência (térmica) através de um cateter.

O cateter é implantado através de um canal de 2,0 mm de um broncoscópio flexível, a partir de vias aéreas distais tão pequenas como 3 mm de diâmetro e trabalhando proximalmente. Os sítios tratados são meticulosamente gravados em um mapa das vias aéreas brônquicas para assegurar que os locais de tratamento não são ignorados ou sobrepostas (vídeo acima)

Uma matriz de quatro eletrodos é manualmente expandida para fazer contato com as paredes das vias aéreas; cada eletrodo tem 5 mm de fio exposto.

Conforme a energia é entregue, a unidade de controle mede a resistência elétrica convertida em energia térmica e desliga a corrente quando uma dose adequada é atingida. Esta energia térmica é o que é responsável por alterar o músculo liso das vias respiratórias.

Um ciclo completo de tratamento exige três sessões de broncoscopia separados, cada um, separados por 2-3 semanas.

O Lobo inferior esquerdo e lobo inferior direito são tratados em processos separados, e então ambos os lobos superiores são tratados em um terceiro procedimento para minimizar os sintomas respiratórios. Cada procedimento geralmente requer 50-75 ativações do aparelho e leva até 60 minutos.

Após cada procedimento, o paciente deve ser observado por 3 a 4 horas, e  uma espirometria deve ser repetida. Uma dose de 50 mg de prednisona adicional é prescrito para o dia seguinte ao procedimento.

O FDA ( Agencia reguladora Americana para procedimentos, medicamentos e alimentos) aprovou o método em 2010.

Uma questão que precisa ser estudada é se a termoplastia vai ajudar outras formas de doença pulmonar, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Referências:

 PULMAOSANEWS – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Thomson NC, Rubin AS, Niven RM, et al, Trial Study Group AIR segurança a longo prazo (5 anos) da termoplastia brônquica:. Asthma Intervention Research julgamento (AIR). BMC Pulm Med 2011; 11:08

New Treatment for Refractory Asthma

19 de julho de 2011 Comentários desligados

Asthma

New Treatment for Refractory Asthma

Asthma

Asthma is a chronic inflammatory condition of the airways characterized by episodic symptoms of breathlessness, cough, and wheezing, which can wax and wane over time. Approximately 8.2% of the general population is affected.

Severe refractory asthma

The definition of asthma as severe and refractory is necessary to meet at least one of the following major criteria:

  1. Takes oral corticosteroids continuously or nearly continuously (> 50% of year)
  2. Takes high-dose inhaled corticosteroids.

In addition, the patient must meet at least two of the following minor criteria:

  1. Takes a controller medication such as a long-acting beta-agonist, theophylline, or a leukotriene antagonist every day;
  2. Takes a short-acting beta agonist every day or nearly every day;
  3. Has persistent airway obstruction, ie, a forced expiratory volume in 1 second (FEV1) less than 80% of predicted, or a peak expiratory flow that has a diurnal variability greater than 20%
  4. Has one or more urgent care visits for asthma per year
  5. Needs three or more oral corticosteroid “bursts” per year
  6. Has prompt deterioration when the dose of oral or inhaled corticosteroid is reduced by 25% or less
  7. Has had a near-fatal asthma event in the past.

BRONCHIAL THERMOPLASTY

Thermoplasty is a method that involves the delivery of radiofrequency energy to the airway wall which ablates the smooth muscle layer resulting in lessening the bronchoconstriction and improves asthma symptoms.

BRONCHIAL THERMOPLASTY PROTOCOLS

Patients are assessed before and on the day of the procedure to make sure their disease is stable (ie, their postbronchodilator FEV1 is within 15% of baseline values, and they have no evidence of asthma exacerbation or active infection), similar to the protocol used in the AIR2 trial, before proceeding with the treatment.

Patients are given 50 mg of prednisone 3 days before and again on the day of the procedure. Nebulized albuterol (2.5–5.0 mg) is given before the patients undergo screening spirometry and again before the procedure. If the preprocedure FEV1 is lower than 15% below baseline, we postpone the procedure to another day.

The procedure is performed with the patient under moderate conscious sedation, typically using fentanyl (Sublimaze), midazolam (Versed), and topical lidocaine in a monitored environment. The bronchoscope is inserted via either the mouth or nose, and supplemental oxygen is provided.

Thermoplasty is performed with the Alair system (Asthmatx, Inc., Sunnyvale, CA), which delivers a specific amount of radiofrequency (thermal) energy through a dedicated catheter. The catheter is deployed through a 2.0-mm channel of a flexible bronchoscope, starting in distal airways as small as 3 mm in diameter and working proximally to sequentially treat all airways to the mainstem lobar bronchi. The sites treated are meticulously recorded on a bronchial airway map to ensure that treatment sites are not skipped or overlapped (Video above)

An array of four electrodes is manually expanded to make contact with the airway walls; each electrode has 5 mm of exposed wire. As the energy is delivered, the control unit measures electrical resistance converted to thermal energy and turns off the current when an appropriate dosage is given. This thermal energy is what is responsible for altering the airway smooth muscle.

A full course of treatment requires three separate bronchoscopy sessions, each separated by 2 to 3 weeks. The left lower lobe and the right lower lobe are treated in separate procedures, and then both upper lobes are treated in a third procedure to minimize any respiratory symptoms. Each procedure usually requires 50 to 75 activations of the device and takes up to 60 minutes.

After each procedure the patient should be observed for 3 to 4 hours, and spirometry should be repeated to make sure the FEV1 (percent predicted) is within 20% of the baseline value. An additional 50-mg dose of prednisone is prescribed for the day after the procedure.

The FDA aproves the method in 2010.

One question that needs to be studied is whether thermoplasty will help other forms of bronchospastic lung disease, such as chronic obstructive pulmonary disease.

References:

 PULMAOSANEWS- Lungs: Your Atmosphere, Your Life! ®

Thomson NC, Rubin AS, Niven RM, et al., AIR Trial Study Group  Long-term (5 year) safety of bronchial thermoplasty: Asthma Intervention Research (AIR) trial. BMC Pulm Med 2011; 11:8

FDA aprova Arcapta Neohaler para tratar a DPOC

1 de julho de 2011 Comentários desligados

DPOC PULMAOSANEWS

 FDA aprova Inadacaterol para a doença pulmonar obstrutiva crônica

PULMAOSANEWS –  O FDA (Food and Drug Administration) aprovou nesta sexta-feira, 1/07/2011, o Arcapta Neohaler ® (indacaterol pó para inalação) para o uso continuo, uma vez por dia, e que atua no tratamento broncodilatador de manutenção da obstrução ao fluxo aéreo em pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica -DPOC (bronquite crônica e / ou enfisema).

A DPOC é uma doença pulmonar grave que torna a respiração difícil. Os sintomas podem incluir falta de ar, tosse crônica e expectoração excessiva.

A PULMAOSA relembra que o tabagismo é a principal causa da DPOC, e  parar de fumar é a primeira medida a se tomar contra a DPOC, que é tratavel, e previnivel. Procure um Pneumologista para tratar o tabagismo e proteja-se contra 52 doenças diferentes como a DPOC.

DPOC ja´é a quarta principal causa de morte nos Estados Unidos, de acordo com o CDC – Centers for Disease Control and Prevention dos Estados Unidos.

 

Para maiores detalhes veja: Nova Perspectiva para a DPOC: Indacaterol

FONTES:

PULMAOSA – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

FDA approves Arcapta Neohaler to treat COPD

1 de julho de 2011 Comentários desligados

COPD - PULMAOSANEWS

FDA approves Arcapta Neohaler to treat chronic obstructive pulmonary disease

The U.S. Food and Drug Administration today approved Arcapta Neohaler ® (indacaterol inhalation powder) for the long term, once-daily maintenance bronchodilator treatment of airflow obstruction in people with chronic obstructive pulmonary disease (COPD) including chronic bronchitis and/or emphysema.

COPD is a serious lung disease that makes breathing difficult. Symptoms can include breathlessness, chronic cough and excessive phlegm. The PULMAOSA remember that cigarette smoking is the leading cause of COPD. The first measure to treat COPD is to quit smoking. Look for a pulmonologist to treat smoking and live better!

TIPS:

COPD is the fourth leading cause of death in the United States, according to the Centers for Disease Control and Prevention.

For more details click: New Perspective for COPD: Indacaterol

Follow @PulmaoSA in Twitter

Sources:

PULMAOSANEWS – PULMAOSA- Lungs: Your Atmosphere, Your Life!

FDA USA.

Arcapta Neohaler is trademark of Novartis pharma.

%d blogueiros gostam disto: