Arquivo

Posts Tagged ‘H1N1 Latest News Brazil’

OMS suspende Estado Pandêmico da Gripe H1N1 Swine flu pandemic is over, says WHO

10 de agosto de 2010 Comentários desligados

OMS - WHO

OMS Suspende Estado Pandêmico da Gripe A/ H1N1

( PULMAOSANEWS) – Quatorze  meses após ter sido declarado o status de pandemia para gripe A/ Gripe suína, ocasionada pelo vírus do tipo A H1N1, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a suspensão do “Estado Pandêmico,” nesta terça 10 de agosto de 2010.

O Editor Médico da PULMÃO S.A. Dr. Marcos Nascimento esclarece que isto não significa o “fim” da gripe H1N1, e sim uma regressão no nível de alerta da OMS, indicando que a atividade gripal retornou ao mesmo nível de contágio de antes da epidemia, e portanto se assemelhando ao nível da gripe sazonal ou comum.Isto indica que contágios por gripe A ainda  são possíveis, sendo recomendável que as pessoas mantenham os mesmos níveis de cuidados associados à etiqueta da tosse. Afinal, o estado pandêmico foi suspenso, mas a gripe continua ocorrendo, complementa Nascimento.

A declaração da OMS seguiu as recomendações de consultores em gripe que observaram período de latência do vírus da gripe H1N1 em várias partes do mundo.

Entretanto o relatório da OMS faz menção a ocorrência de aumento no número de casos em alguns países como na Nova Zelândia e principalmente na Índia, que registrou na semana de 2 a 8 de agosto 942 casos novos, e 83 registros de óbito por gripe A.

Veja o Número de casos na Índia

Acompanhe a tendência da gripe na  Nova Zelândia

Fontes:

PULMAOSANEWS- PULMÃO S.A – Sua Atmosfera, Sua vida!®

OMS – Organização Mundial de Saúde;

PIB- Press Information Bureau do Governo da Índia

ENGLISH

WHO: Swine flu pandemic is over

Fourteen months after being declared to the status of pandemic influenza A / Swine flu, caused by virus type A H1N1, the World Health Organization (WHO) declared the suspension of the “State Pandemic.”

The Medical Editor of PULMAOSA Dr. Marcos Nascimento clarifies that this does not mean the “end” of H1N1, but a regression in the WHO alert level, indicating that influenza activity has returned to the same level of contagion before the epidemic, and thus resembling the level of seasonal flu. This indicates that contagion from the flu are still possible, it is recommended that people keep the same levels of care associated with the Etiquette of cough. After all, the pandemic has been suspended, but the flu is still occurring, complements Dr.Nascimento.

The statement followed the recommendations of consultants who observed influenza latency period of influenza virus H1N1 in various parts of the world.
However at the same time WHO report mentions the occurrence of an increased number of cases in some countries like New Zealand and particularly in India, which recorded the week of 2 to August 942 new cases, and 83 reports of death from influenza A.

See the number of H1N1 cases in India

Follow the trend of influenza in New Zealand

Sources:

PULMAOSANEWS- Lungs: Your atmosphere, your Life! ®

WHO – World Health Organization;

PIB-Press Information Bureau, Government of India

Gripe Suína Paraná- Brasil Junho de 2010 – Swine Flu in Parana, Brazil uptodate June 2010

24 de junho de 2010 Comentários desligados

Gripe Suína Paraná Junho de 2010

Paraná em destaque -Brazil map and Parana State in Blue

Curitiba- PULMAOSANEWS-  A Secretaria de Saúde do Estado do Paraná informa em seu último boletim   de junho de 2010 que o Paraná confirmou 1.419 casos de gripe pandêmica H1N1 no Estado no ano de 2010, sendo que 15 pessoas evoluíram com complicações e foram a óbito. Outros 2.377 casos de síndrome gripal foram negativos para o vírus H1N1 pandêmico.

Óbitos por H1N1 segundo genero - H1N1 Deaths by sex

Segundo dados epidemiológicos da Secretaria de Estado do Paraná houve uma maior concentração de óbitos na faixa de 20 a 49 anos, perfazendo 33,3% do total, justamente a faixa com maior registro de atrasos na meta de vacinação nacional contra a influenza H1N1.

Nota-se também um predomínio de registro de óbitos para o sexo feminino(73%), contra 27% para o sexo masculino.  Conforme expresso no gráfico e tabela 1.

Tabela1: Distribuição de óbitos confirmados por faixa Etária:

Faixa etária N° de casos %
0- 4 anos 2 13,3%
5- 19 anos 3 20,0%
20- 49 anos 5 33,3%
50- 59 anos 2 13,3%
60 e mais 3 20,0%
TOTAL 15 100%

A PULMÃO S.A. reforça a necessidade de continuar observando as medidas de proteção como a etiqueta da tosse, e a utilização de métodos de barreira como lenços de papel ao tossir ou espirrar. Lavar as mãos com água e sabão e utilizar álcool gel a70% continuam sendo necessários tal qual procurar evitar locais com grande aglomeração de pessoas.

Estas medidas de prevenção valem para todos, mas em especial para os portadores de doenças crônicas como Asma brônquica e Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica ( DPOC), insuficiência renal, etc. E também para aqueles que não receberam a vacina antiinfluenza H1N1.

Lembre: A vacina anti H1N1 é a melhor maneira de se proteger contra a gripe suína/ gripe A.

Fontes:

PULMAOSANEWS – PULMAOSA – Sua Atmosfera, Sua Vida!®

SESA- Secretaria de Saúde do Estado do Paraná- Brasil

Vacinação contra H1N1 supera a meta no Brasil – Vaccination against H1N1 surpasses goal in Brazil

17 de junho de 2010 Comentários desligados

Vacinação contra a influenza H1N1 supera a meta no Brasil

2010 vacinação H1N1 Brasil - H1N1 Brazil Vaccination

Até o dia 16 de junho de 2010, o Brasil conseguiu vacinar 81milhões de habitantes contra a gripe pandêmica H1N1, conforme dados informados pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. O País ultrapassou a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo para a estratégia de imunização contra a gripe A.

Nos grupos populacionais específicos, a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo foi atingida entre doentes crônicos, crianças menores de 2 anos, adultos de 20 a 29 anos, trabalhadores de saúde e indígenas. Ainda não atingiram a meta o grupo de adultos de 30 a 39 anos (70% de cobertura), gestantes (73%) e crianças de 2 anos a menores de 5 (40% de cobertura).

Entre os Estados com maior cobertura o Paraná recebe destaque,tendo atingido 106% da meta, seguido de São Paulo e Santa Catarina, ambos com 97% da meta. Aspiores coberturas ficaram com Bahia (73%), Amazonas (70%) e Roraima (69% da meta). Veja figura 2:

Fig.2 Cobertura Vacinal H1N1 por Estados- H1N1 Vaccination in Brazil

Casos com Evolução desfavorável
Em 2010, de Janeiro a junho houve 609 internações por gripe suína, com 74 óbitos. Dessas,61% tinham fatores de risco(54) e 27% dos óbitos eram gestantes (20). A maior parte dos óbitos (57%) ocorreu na região Norte, perfazendo o total de 42.

Em 2009, foram registrados 2.051 óbitos pela nova gripe no país. Desse total, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas e 189 (9%) entre gestantes.

A PULMÃO S.A. chama a atenção para estes fatos alertando para o maior risco entre os portadores de doenças crônicas como asma brônquica, que foi a maior causa de internação por pneumonia associada a gripe H1N1, tanto em crianças quanto em adultos nos Estados unidos em 2009.

A PULMÃO S.A. relembra a necessidade de se dar continuidade para os métodos de proteção de barreira, como a etiqueta da tosse: tossir em lenços de papel e depois descartá-los em lixo comum, lavar as mãos com água e sabão e na sua impossibilidade usar álcool gel, além de evitar aglomerações.

Caso não tenha se vacinado, lembre: A vacina constitui o principal meio de proteção para você e sua família.Vacine-se!

FONTES:

PULMAOSANEWS- PULMÃO S.A.- Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Ministério da Saúde do Brasil.

ENGLISH

Vaccination against influenza H1N1 surpasses goal in Brazil

Until the day June 16, 2010 Brazil managed 81 million people vaccinate against H1N1 pandemic influenza, according to data reported by State and County Health Offices.

The country surpassed the goal of vaccinating at least 80% of the target audience for the strategy immunization against new influenza A.

In specific population groups, the goal of vaccinating at least 80% of the target audience was reached among the chronically ill, children under 2 years, adults 20-29 years, health workers and indigenous people. Not yet reached the target group of adults 30-39 years (70% coverage), women (73%) and children from 2 years to under 5 (40% coverage).

Among the states with the largest coverage Paraná receives prominence, reaching 106% of target, followed by São Paulo and Santa Catarina, both with 97% of target. The worst index of vaccination was left by Bahia (73%), Amazonas (70%) and Roraima (69% of target). See Figure 2, above.

Cases with unfavorable evolution

In 2010, January to June there were 609 hospitalizations for flu, with 74 deaths. Of these, 61% had risk factors (54) and 27% of deaths were women (20). Most deaths (57%) occurred in the north, totaling 42.
In 2009, Brazil recorded 2051 deaths from the new flu. Of this total, 1,539 (75%) occurred in people with chronic illnesses and 189 (9%) among pregnant women.

The PULMAOSA draws attention to these facts to warn the increased risk among patients with chronic diseases such as bronchial asthma, which was a major cause of hospitalization for pneumonia associated with influenza H1N1 in the United States in 2009, associated with COPD, and pregnant women.

The PULMAOSA recalls the need to give continuity to the methods of barrier protection such as the cough care: coughing into tissues and then discard them in trash, wash hands with soap and water and when it is impossible use alcohol gel. Finally, avoid crowds.
If you have not been vaccinated, remember: Vaccination is the main protection for you and your family. Vaccine up!

SOURCES:

PULMAOSANEWS-LUNGS: Your atmosphere, Your Life! ®
Ministry of Health of Brazil

Paraná e Rio de Janeiro prorrogam Vacina H1N1 até 11 de Junho – Parana and Rio will extend H1N1 Vaccination until June 11

2 de junho de 2010 Comentários desligados

Vacina H1N1 Vaccine

As Secretarias Municipal de Saúde  do Rio de Janeiro e Estadual do Paraná prorrogaram até o dia 11 de junho a vacinação contra a Influenza H1N1.

A prorrogação da campanha de vacinação será prioritária para dois grupos no Estado do Paraná: Gestantes e crianças de 2 a 5 anos incompletos poderão tomar a vacina.

Na cidade do Rio de Janeiro, Jovens de 20 a 39 anos e pessoas com mais de 60 anos portadoras de doenças crônicas vão poder se vacinar.Os idosos poderão tomar de uma vez as vacinas contra a gripe H1N1 e contra a gripe comum, que também teve seu período de imunização estendido até a mesma data.

O Paraná este ano já registrou 1.223 casos confirmados da doença e outros 1.937  foram PCR negativo para gripe pandemica H1N1. Onze pacientes evoluíram com complicação do quadro clínico e foram a óbito.

A PULMÃO S.A. relembra a necessidade de se complementar a segunda dose da vacina para crianças, quer seja na rede pública ou privada, para atingir eficácia máxima na imunização contra o vírus H1N1.

Fontes:

PULMAOSANEWS

Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro;

Secretaria Estadual de Saúde do Paraná.

ENGLISH

The Health Secretariats of the city of Rio de Janeiro and Parana State extended until June 11 the period to vaccine against H1N1.

The extension of the vaccination campaign will be the priority for two groups in the State of Paraná: Pregnant women and children 2-5 years incomplete may take the vaccine.

In Rio de Janeiro, young people of  20-39 years old and over 60 years old with chronic diseases will be able to receive a vaccine shot. The elderly may take the vaccines against H1N1 influenza and the seasonal flu, which also had its immunization period extended until the same date.

Parana has already registered this year 1223 confirmed swine flu cases and 1937 others were PCR negative. Eleven patients developed clinical complications and died.

Sources:

PULMAOSANEWS
Health Secretariat of Rio de Janeiro City;
Department of Health of Paraná State

H1N1:Estudo sugere diferenças na apresentação clínica entre H1N1 e Gripe comum –

26 de maio de 2010 Comentários desligados

Influenza virus

Estudo sugere que a Clínica pode dar pistas e diferenciar Gripe A da Sazonal

PULMAOSANEWS–  Um estudo realizado com pacientes internados em um hospital de Cingapura, que foi publicado na revista médica Archives of Internal Medicine sugere que há possibilidade de diferenciar através de  sinais e sintomas clínicos a gripe sazonal (comum) da gripe epidêmica tipo A ou Suína.

O estudo foi realizado nos primeiros três meses da pandemia de H1N1 em 2009, e evidenciou um padrão clínico diferenciado da gripe A em relação aos pacientes portadores de gripe sazonal.

Resumidamente os pacientes com Gripe Suína/ H1N1 eram mais jovens, e apresentaram um quadro clínico pobre, portanto com poucos sintomas, quando comparados com aqueles portadores da gripe sazonal.

De 547 pacientes com gripe H1N1, 42% tinham:

  • Entre 6 e 18 anos de idade;
  • 35%  de 19 a 35 anos;
  • E apenas 6% estavam numa faixa de  51 anos de idade ou mais velhos.

Nos 193 pacientes que foram diagnosticados com gripe sazonal, os números foram:

  • Respectivamente:  16%, ( Entre 6 e 18 anos);
  • 21% na faixa de 19 a 35 anos de idade;
  • E 23% apresentando  51 anos ou mais.

Febre foi mais comum em pessoas com a gripe sazonal.

Tosse, Odinofagia (dor de garganta), e mialgia (dores musculares) foram  sintomas mais associados a gripe A/H1N1.

O Abstract do artigo pode ser acessado em inglês no link: Archives of Internal Medicine

A PULMÃO S.A. todavia esclarece, com base em consenso do Centro de Prvenção e Controle de Doenças Americano ( CDC), que deve-se tratar a Síndrome gripal, pois em uma epidemia a probabilidade é maior para uma apresentação por vírus pandêmico.

FONTES:

PULMAOSA – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Center for Diseases Control- CDC USA;

Archives of Internal Medicine.

ENGLISH

Study suggests that the Clinic can give clues and differentiate Seasonal Influenza from H1N1

PULMAOSANEWS
-A study of patients admitted to a hospital in Singapore, which was published in the medical journal Archives of Internal Medicine suggests that it is possible to differentiate by clinical signs and symptoms of seasonal flu (common) flu epidemic type A or swine.

The study was conducted in the first three months of the pandemic of H1N1 in 2009 and showed a clinical pattern distinct influenza A compared to patients with seasonal flu.

Briefly patients with Swine Influenza / H1N1 were younger and had a poor clinical condition and therefore have fewer symptoms when compared with those suffering from seasonal flu.

Of 547  patients with influenza H1N1,

* 42% were: Patients between 6 and 18 years of age;
* 35% present 19-35 years-old;
* And only 6% were in the range of 51 years of age or older.

In 193 patients who were diagnosed with seasonal flu, the numbers were:

* Respectively, 16% (from 6 to 18 years);
* 21% in the range 19-35 years;
* And 23% had 51 years or more.

Fever was more common in people with seasonal flu.

Cough, sore throat, and myalgia (muscle pain) were more symptoms associated with influenza H1N1.

The abstract of the article can be accessed in English at the link below:

Archives of Internal Medicine

However, The PULMAOSA clarifies, based on consensus of the Center for Disease Control and Prevention (CDC),that the flu syndrome it must be treated , since in one epidemic probability is higher for a presentation on pandemic virus.

SOURCES:

PULMAOSA – Your atmosphere, Your Life! ®

Center for Disease Control CDC, USA;

Archives of Internal Medicine.

Brasil estenderá vacinação H1N1- Brazil extends H1N1 vaccination

22 de maio de 2010 Comentários desligados

Vacina prorrogada - Extended Vaccination

Brasil estenderá vacinação H1N1

O Ministério da Saúde do Brasil anunciou nesta sexta-feira (22 de Maio) que estenderá o prazo da campanha nacional antiinfluenza H1N1 até o dia 2 de junho nos 36 mil postos de saúde de todo o país, para que idosos, gestantes e adultos saudáveis entre 30 e 39 anos possam ser imunizadas.

A razão para esta prorrogação é que alguns grupos de risco ainda encontram-se abaixo da meta estipulada de 80%, notadamente os grupos das gestantes (68%), e o de adultos na faixa de 30-39 anos(37%).

A campanha até agora imunizou 61 milhões de pessoas, o que corresponde a 70% do público que é considerado de risco para a gripe.

Além disto, o Ministério anunciou que um novo grupo poderá ser imunizado contra o vírus H1N1, da gripe suína: Crianças entre 2 e 5 anos poderão também tomar a vacina até o dia 2 de junho.

A PULMAOSA recomendou através de seu Twitter em Março de 2010 que Ministério da Saúde do Brasil revisasse a estratégia da campanha vacinal antiinfluenza H1N1 e incluísse os escolares de 3-19 anos.

O Fato de incluir as crianças de 2 a 5 anos, é por nós saudada, e ratifica a posição assumida pela PULMÃO S.A. em Março próximo passado.

E de fato, muito nos orgulha em atuar ,como apregoa o nosso slogan, para:

Proteger a sua Atmosfera Pulmonar e a Sua Vida!

Acesse-nos no Twitter.com/PulmaoSA

Estamos também no Facebook, Digg, VodPod, Delicious, etc.

Fontes:

PULMAOSA – Sua Atmosfera, Sua Vida!®

Ministério da Saúde do Brasil

Leia mais sobre Gripe H1N1:

O que gestantes devem saber sobre gripe suína?

De Volta para o Futuro: Seus Avós tomaram Vacina da Gripe em 1958?

Gripe Suína/ H1N1:Guia para Escolas

Perfil Epidemiológico da Gripe H1N1 nos USA

ASMA:Principal Condição Associada a Internações por H1N1 nos USA

Miocardite em Crianças com Gripe H1N1

ENGLISH

Brazil extends H1N1 vaccination

The Ministry of Health of Brazil announced on Friday (May, 22nd) that will extend the Brazilian National Vaccination Campaign by anti-influenza H1N1 on June 2,  in 36 000 health centers across the country, so that the elderly, pregnant women and healthy adults between 30 and 39 years old can be immunized.

Brazil extend H1N1 Vaccination Campaign

The reason for this extension is that some risk groups are still below the established goal of 80%, particularly groups of women (68%) and adults in the range of 30-39 years (37%).
The campaign up to now immunized 61 million people, representing 70% of the public who are considered at risk for influenza A.

Moreover, the Ministry announced that a new group could be immunized against the H1N1 virus, swine flu: Children between 2 and 5 years old may also get the vaccine until June the 2nd.

The PULMAOSA recommended by our Twitter in March 2010 that the Ministry of Health of Brazil could revise the strategy of anti-influenza H1N1 vaccine campaign and should include the school Children of 3-19 years-old.

The suit  now that included children 2-5 years, is welcomed by us.

This decision also confirms and the position taken by PULMAOSA in March 2010, which made we are very proud of  our work in protecting your Lung’s Atmosphere.

Join us on Twitter.com / PULMAOSA

Sources:

PULMAOSA – Your atmosphere, Your Life! ®

Ministry of Health of Brazil

Vacina contra a gripe sazonal oferece proteção contra o H1N1 – Seasonal influenza vaccine offers protection against H1N1

22 de maio de 2010 Comentários desligados

Vacina anti Influenza Vaccine

Vacina contra a gripe sazonal oferece proteção contra o H1N1

Desde 2009 a PULMÃO S.A tem alertado de forma pioneira para a necessidade de se estar vacinado para a gripe sazonal (gripe comum), como uma forma também de proteção contra a gripe suína H1N1. Pois ao vacinar-se para a gripe sazonal, entra-se a em contato com 3 cepas virais diferentes e com potencial pandêmico.

Em 2009, o Editor Médico da Pulmão S.A, Dr. Marcos Nascimento, chamou a atenção para este fato em artigo intitulado Gripe Suína- Editorial a respeito da situação– e  inclusive conclamava para que as pessoas estivessem com a vacinação sazonal em dia, e que este fato poderia inclusive ser uma resposta para  a explicação do motivo pelo o qual os idosos estariam sendo menos comprometidos pelo vírus influenza pandêmico H1N1.

Agora em 2010, em um recente estudo publicado pela revista médica Plos one, que contou com a participação de  1.205 militares que contraíram a gripe suína  em 2009 (vírus H1N1 pandêmico 2009), os pesquisadores comunicaram os seguintes dados :

  1. Aqueles que tinham recebido a vacina contra a gripe sazonal no ano anterior, apresentavam um nível de proteção ou eficácia vacinal (EV) de 45% contra o novo vírus;
  2. Aqueles que tinham sido vacinados contra a gripe sazonal em 2004 apresentaram 41% de EV;
  3. O estudo também mostrou EV de 62% contra manifestações graves ou complicações da doença!
  4. A vacina sob a apresentação injetável apresentou uma maior EV (44%), em comparação com a vacina realizada com pulverizador nasal,* ou inalador nasal, cuja EV ficou em (24%).                      *Vacina antiinfluenza Inalatória -existente  nos Estados Unidos.

O Estudo pode ser acessado na ítegra em Inglês no Link : Estudo Ratifica  artigo da PULMAOSA

Fontes:

PULMAOSANEWS

PULMAOSA- Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Plos one

ENGLISH


Seasonal influenza vaccine offers some protection against H1N1

Since 2009 the PULMAOSA has warned as one of the pioneers the need to be vaccinated for seasonal influenza (flu), as a form to be protect against pandemic H1N1.

After all when immunized for seasonal flu, we are increasingly coming into contact with three different viral strains with pandemic potential .
In 2009, the Medical Editor of PULMAOSA, Dr. Marcos Nascimento, drew attention to this fact in an article titled Editorial about Swine flu-(only in Portuguese) urged that it would be necessary for people to be vaccinated against seazonal flu as a form of to be protect against pandemic H1N1, and this fact could even be the answer for the explanation of the reason  the elderly were being less affected by pandemic influenza virus H1N1.

Now in 2010, in a recent study published in the medical journal PLoS one that included the participation of 1,205 soldiers who contracted the flu in 2009 (H1N1 pandemic in 2009), researchers reported the following data:
1. Those who had received the vaccine against seasonal influenza in the previous year had a 45% level of vaccine efficacy (VE) against the new virus;
2. Those who had been vaccinated against seasonal influenza as early as 2004 showed a 41% EV;
3. The study also showed EV 62% against severe disease!

4. The shot vaccine gave a higher VE (44%) compared with the vaccine performed with nasal spray or nasal inhaler (24%)-[This presentation existing and performed in the United States].
The Abstract of the Study can be accessed in English Link: Study Ratifies 2009 article of  PULMAOSA

Sources:
PULMAOSANEWS
PULMAOSA-Your atmosphere, Your Life! ®
Plos one

%d blogueiros gostam disto: