Arquivo

Posts Tagged ‘Marcos Nascimento’

CDC recommends the adult Immunization Schedule for 2013

15 de fevereiro de 2013 Comentários desligados

Vacina Influenza vaccine

CDC Adult vaccine schedule

CDC recommends 2013 adult immunization schedule

 

The U.S. Advisory Committee on Immunization Practices has issued updated guidelines for adult immunization. Highlights include the following:

  • 13-valent pneumococcal conjugate vaccine (PCV13) is recommended for adults (age, ≥19) with immunocompromising conditions (in addition to the pneumococcal polysaccharide vaccine, or PPSV23).
  • PPSV23 should be administered to elders (age, ≥65) and readministered to those who received one or two doses before age 65 if at least 5 years have passed.
  • Tetanus, diphtheria, and acellular pertussis (Tdap) vaccination is recommended for elders (age, ≥65) and for pregnant women (at 27–36 weeks’ gestation) to help protect newborns.
  • Live attenuated influenza vaccine (LAIV) for the 2013–2014 season likely will be available only as a quadrivalent vaccine (including 2 influenza A strains, H3N2 and H1N1, and 2 influenza B strains), which is expected to improve coverage beyond that of the previous trivalent vaccine.
  • Patients who experience only hives from egg exposure should receive inactivated influenza vaccine (IIV) rather than LAIV. IIV might be available in both the trivalent and quadrivalent forms for 2013–2014.
  • Bivalent human papillomavirus vaccine (HPV2) or quadrivalent vaccine (HPV4) are recommended for girls and women, and HPV4 is recommended for boys and men.

References:

  1. CDC – US Center for Diseases Control;
  2. @PulmaoSA Lungs, Your Real Atmosphere!

Ética Deve ser Global, e não local

11 de março de 2012 Comentários desligados

Ética Deve ser Global, não local

                                    Dr. Marcos Nascimento, MD.

Nesta semana ocorrerá reunião da diretoria da agencia reguladora do Brasil –ANVISA- em se que abordará a questão da proibição/restrição da adição de açucares, aromatizantes ou flavorizantes que dêem sabores ao tabaco e aos seus subprodutos como os cigarros.

Resumidamente há três focos a serem discutidos nesta reunião:

1.    O Tabagismo e suas consequências para a Saúde Pública:

O Tabagismo por estar associado a mais de 50 doenças, é tido como a maior preocupação da Organização Mundial da Saúde, ocasionando ruína pessoal e mortes em escala global na ordem de 200.000/ ano no Brasil e Seis Milhões de pessoas no mundo 1

A adição de quaisquer tipos de açúcares e ou aditivos à base de menta e outros aromatizantes, reconhecidamente aumentam tanto o poder da adição da nicotina ( vício), como a liberação de várias toxinas como o alcetaldeído 2, estimulando desta forma a iniciação dos jovens e adolescentes a produtos derivados de tabaco, principalmente os cigarros, mas também  no fumo usado para charutos, cachimbos e narguilé por exemplo.

2.    A versão da Indústria Tabagista:

 A indústria tabagista internacional  age conforme o esperado para uma empresa que possui ações na bolsa de valores justificando o lucro do seu negócio perante os seus acionistas. Para isso, nega as evidências científicas de que o açúcar aumenta o poder viciante da nicotina.

Outrossim, a Indústria do fumo tenta transformar a discussão focando apenas a questão econômica a respeito de uma commoditie internacional e as decorrentes consequências nos mercados local e internacional de tabaco, regateando sobre o quanto a proibição dos flavorizantes e do açúcar poderá  afetar as exportações brasileiras, e em concomitância…  o seu  lucro!

 3.    O Papel da Agencia Nacional de Vigilância Sanitária –ANVISA:

Por definição, a agência reguladora foi criada para defender o interesse da população, isto é o interesse de todos os cidadãos brasileiros que pagam os seus impostos e confiam que sempre a postura ética será tomada em favor dos interesses da Saúde Pública, conforme descrito na página virtual na internet da própria ANVISA ( veja a figura abaixo).

Missão da Anvisa

 

Ao envolver os danos provocados pelo tabagismo, a discussão do dia 13 de março abordará uma causa de preocupação mundial em relação a vida humana, e será sobretudo sobre Ética.  Mas o que é a Ética? A Ética dos negócios pode ser aplicada ou adaptada de acordo com regras locais ou deve ser a mesma globalmente?

Avaliando os argumentos da indústria tabagista, não se consegue descobrir como líderes de organizações empresariais podem atuar com um conjunto de princípios em sua terra natal e outra no exterior. Em se tratando de princípios, a Ética DEVE ser GLOBAL e NÃO local!

Portanto, o que estamos discutindo aqui, e o que se discutirá em Brasília na próxima terça-feira (13 de março), é se a Ética funciona ou não no mundo real.

Ética numa definição simples de Paulo Coelho: “ É a preocupação com o seu vizinho, é pensar duas vezes antes de agir em benefício próprio ( vídeo em Inglês)

E sobretudo, se quando somos instados a defender a Ética e reconstruir as ruínas do sistema,  possamos recolocar a Saúde Humana próxima dos valores do coração e não ao lado do dinheiro.

Em suma, espera-se que a Ética compareça `a reunião da diretoria da Agência Reguladora brasileira, e não se  resuma apenas a uma definição virtual em sua página da internet, e  que esteja sim, de fato, alinhada com o mundo real.

FONTES:

  1. 1.    OMS – Organização Mundial de Saúde
  2. 2.    Talhout et al, 2007:  sugars in tobacco
  3. 3.    ANVISA – Web Page
  4. 4.    Paulo Coelho, YouTube free Video

 

 

 

Tips to Increase COPD Survival

1 de novembro de 2011 Comentários desligados

World COPD day is Everyday

World COPD day is Every day!

Tips to Increase COPD Survival

Marcos Nascimento, PUCPR Professor

The most important measures to increase COPD survival- (Chronic Obstructive Pulmonary Disease), popularly known as chronic bronchitis and pulmonary emphysema – must to be remembered both by physicians and also by the patients are that which decrease the COPD mortality and reduce its morbididy. The two comproved measures are Smoking Cessation and Home oxigen therapy.

Here are the Tips to increase COPD survival:

  • Smoking Cessation!
  • Home O2 suplemmentation for COPD patients with pO2 lesser or ecqual to 55% or COPD patients with Cor pulmonale and  pO2 lesser or ecqual 59%; ( Oxymetry lesser than 88%);
  • Desaturate with Exercise;
  • Vaccines:
  • Influenza vaccine yearly;
  • Pneumococcal vaccine (Pneumo-23) at each 5 year.

Some other Recommendations for Physicians:

For patients who have clinical manifestations  of advanced COPD with obstruction confirmed by spirometry:

  1. It should promote education of the COPD since the first visit;
  2. Provide information about signs and symptoms of exacerbation and the need for early treatment;
  3. Smoking cessation is the most important element in the management of this disease and should be talked at each visit until the patient stops smoking.
  4. Patients should be treated with long acting β2 agonists and inhaled anticholinergic agents or inhaled corticosteroids:
    Combining treatment in severe COPD!
  5. Use short-acting β2 only for rescue!
  6. Even if symptoms do not subside, the patient should continue treatment using because there is reduced risk of severe exacerbation with medications;
  7. If the patient has SatO2 <88% – prescribe oxygen at least 18 hours a day;
  8. Always explain how to use inhalers.
  9. Influenza vaccine every autumn;
  10. Anti-pneumococcal vaccine according to directions.
  11. Pulmonary rehabilitation should be considered.
  12. Evaluate the COPD phenotype and if chronic bronchitis patient is with frequent exacerbations consider a phosphodiesterase inhibitor -4

Sources:

PULMAOSANEWS

SBPT-Brazilian Thoracic Soceity

Mais 1 derrota para o #tabaco. Quantas mais? Ex @presidente_lula está com #câncer de #laringe

29 de outubro de 2011 Comentários desligados

"Lula diagnosticado com Câncer de Laringe"

Câncer de Laringe

Mais uma derrota para o tabaco. Quantas mais? Ex @presidente_lula está com câncer de laringe

(PULMAOSANEWS) O ex-presidente do Brasil Lula recebeu o diagnóstico, neste sábado 29/10/2011, de um tumor na laringe e será submetido a quimioterapia nos próximos dias.

Câncer de Laringe

O câncer de laringe é um dos mais comuns a atingir a região da cabeça e pescoço, representando cerca de 25% dos tumores malignos que acometem esta área e 2% de todas as doenças malignas. Aproximadamente 2/3 desses tumores surgem na corda vocal verdadeira e 1/3 acomete a laringe supraglótica (ou seja, localizam-se acima das cordas vocais).

Link com o Tabagismo

Há uma nítida associação entre a ingestão excessiva de álcool e o vício de fumar, com o desenvolvimento de câncer nas vias aerodigestivas superiores. O tabagismo é o maior fator de risco para o desenvolvimento do câncer de laringe. Quando a ingestão excessiva de álcool é adicionada ao fumo, o risco aumenta para o câncer supraglótico. Pacientes com câncer de laringe que continuam a fumar e beber têm probabilidade de cura diminuída e aumento do risco de aparecimento de um segundo tumor primário na área de cabeça e pescoço.

Tratamento do Câncer de Laringe

Há 3 modalidades de tratamento:
Cirurgia (laringectomia);
Quimioterapia (Tratamento de escolha para o Ex- presidente);
Radioterapia.
De acordo com a localização e estágio do câncer, ele pode ser tratado com cirurgia e/ou radioterapia e com quimioterapia associada à radioterapia, havendo uma série de procedimentos cirúrgicos disponíveis de acordo com as características do caso e do paciente.

Em alguns casos, com o intuito de preservar a voz, a radioterapia pode ser selecionada primeiro, deixando a cirurgia para o resgate quando a radioterapia não for suficiente para controlar o tumor. A associação da quimio e radioterapia é utilizada em protocolos de preservação de órgãos, desenvolvidos para tumores mais avançados.

LULA

O ex-presidente queixava-se de dor na garganta e apresentava rouquidão, sintomas de alerta tanto para o cancer de laringe quanto para o cancer de pulmão, e que provavelmente indica uma localização supra glótica. Lula foi submentido, neste sábado, a uma biópsia da lesão tumoral encontrada em sua laringe. Identificado em estágio inicial, o tumor tem entre 2 e 3 centímetros e é considerado de tamanho médio. Lula passará por três ciclos de quimioterapia, começando o primeiro na segunda-feira, 31. Os ciclos ocorrerão em intervalos de 20 dias. O tratamento deve durar três mêses.

“A escolha da quimioterapia, entretanto pode ser uma pista de que o estadiamento do tumor do ex- presidente possa estar avançado,” esclarece o Editor médico da PULMAOSA, o Dr. Marcos Nascimento.

@PulmaoSA sinceramente deseja uma rápida recuperação para o ex-presidente Lula. Força Lula!

"Cigarro é um Risco de Vida"

Fumo oferece Risco a sua Vida!

ALERTA!
@PulmaoSA alerta que qualquer forma de tabaco (cigarros/ charutos), é potencialmente mortal.

Por favor, não fume para a segurança da sua família. Se você está fumando, procure um pneumologista. Ele irá ajudá-lo(a) a parar de fumar!

Espalhe por aí:

Halloween no Congresso Nacional?

Marketing da Indústria Tabagista

FONTES:

PULMAOSANEWS

INCA – Instituto Nacional de Câncer- Brasil

TABACO diminui a longevidade nos USA- Tobacco decreases longevity in USA

30 de janeiro de 2011 Comentários desligados

Por favor, Não Fume!- Please, Do Not Smoking!

TABACO diminui a longevidade nos USA

(PULMAOSANEWS) – Washington –  A Longevidade não está aumentando tão rápido nos Estados Unidos como em outros países desenvolvidos, diz um novo relatório do Conselho de Pesquisas Nacionais ( NRC)- que aponta o dedo para as altas taxas de tabagismo e obesidade como os maiores responsáveis pelo fato.

Durante os últimos 25 anos, a expectativa de vida dos americanos aos 50 anos aumentou, porém, mais lentamente do que na maioria dos outros 21 países estudados, incluindo Japão e Austrália, observa o relatório do National Research Council (NRC), um braço da Academia Nacional de Ciências (NAS) dos EUA.

Para as mulheres, a expectativa de vida aos 50 anos é de  33,1 anos, enquanto ela é, em média, de  35,5 anos para as mulheres no Japão, Austrália, Suécia e Suíça. Já para os homens, os dados refletem uma diferença de 1 a 1,5 anos  em relação aos líderes em longevidade do planeta.

Estes números são o reflexo da quantidade de cigarros consumidos nos Estados Unidos nas décadas de 1950-1960, comenta o editor chefe da PULMÃO S.A ., O Dr. Marcos Nascimento.

Há Cinquenta anos os americanos fumavam mais do que os europeus e japoneses, e é esta diferença que está impactando negativamente a expectativa de vida hoje. Um efeito semelhante ao fumo é observado também na expectativa de vida reduzida na Dinamarca e na Holanda, segundo o relatório.

Os efeitos do tabagismo sobre a mortalidade podem levar até 30 anos para serem observados. Portanto, é possível que a expectativa de vida para homens nos EUA provavelmente  melhore nas próximas décadas, porque os homens têm fumado menos nos últimos 20 anos, acrescenta o relatório.

Como as mulheres começaram a fumar mais tarde do que homens, isto também irá refletir na curva da expectativa de vida delas durante as próximas décadas, podendo impactar negativamente. ( Veja Marketing da Indústria Tabagista).

TABAGISMO

O tabagismo é o candidato natural para explicar a divergência na expectativa de vida entre os países desenvolvidos porque constitui a principal causa de morte evitável nos Estados Unidos, sendo responsável por 440.000 óbitos por ano, de acordo com a American Heart Association, 2009.

Muito embora o câncer de pulmão constitua a causa mais lembrada em termos de mortalidade associada ao fumo, é preciso lembrar que o tabagismo é responsável segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 52 doenças incluindo vários outros tipos de cânceres ( como Leucemias, Bexiga, Estômago, etc), Doença Coronariana, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica ( DPOC)Veja a Fórmula Matemática do Tabagismo= DPOC+ Plus

CONCLUSÃO

O Tabagismo Ativo, passivo ou terciário é mortal. Por isso não fume! Caso seja fumante, procure ajuda médica para parar de fumar.

Fontes:

PULMAOSANEWS- PULMÃO S.A. – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Explaining Divergent Levels of Longevity in High-Income Countries – THE NATIONAL ACADEMY PRESS

 

ENGLISH

 

Tobacco decreases longevity in USA

 

 

Tobacco decreases Elders' Longevity

The Longevity is not increasing as fast in the U.S. and in other developed countries, says a new report by the National Research Council (NRC) – which points the finger at the high rates of smoking and obesity as the most responsible for the fact.

During the past 25 years, the life expectancy of Americans increased to 50 years, but more slowly than in most other 21 countries surveyed, including Japan and Australia, says the report by the National Research Council (NRC), an arm of  US. National Academy of Sciences.

For U.S. women, life expectancy at age 50 is 33.1 years, while it is on average 35.5 years for women in Japan, Australia, Sweden and Switzerland. For men, the data reflect a difference of 1 to 1.5 years compared to leaders in the longevity of the planet.

These numbers are a reflection of the amount of cigarettes consumed in the United States in the decades from 1950-1960, says the editor in chief of PULMAOSA., Dr. Marcos Nascimento.

Fifty years ago Americans smoked more than the Europeans and Japanese, and it is this difference that is negatively impacting the life expectancy today. A similar effect is also seen in smoking reduced life expectancy in Denmark and the Netherlands, the report said.

The effects of smoking on mortality may take up to 30 years to be observed. Therefore, it is possible that the life expectancy for men in the U.S. will likely improve in the coming decades, because men have smoked at least the last 20 years, the report adds.

Since women started smoking later than men, this will also reflect on the curve of their life expectancy over the next decade. (See Marketing Tactiles from Tobacco Industry).

SMOKING

Smoking is the natural candidate to explain the discrepancy in life expectancy between the developed countries because it is the leading cause of preventable death in the United States, accounting for 440,000 deaths per year, according to the American Heart Association, 2009.

Although lung cancer constitutes the most remembered because in terms of mortality associated with smoking, we must remember that smoking is responsible according to the WHO (World Health Organization), 52 diseases including several other cancers (such as leukemia, bladder Stomach, etc.), Coronary Artery Disease, Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) – See Mathematical Formula Tobacco COPD = + Plus

CONCLUSION

Active smoking, secondhand smoking or tertiary smoking is deadly. So do not smoke! If you are a smoker, get medical help to stop smoking.

Sources:

PULMAOSANEWS-PULMAOSA – Your atmosphere, Your Life! ®

Explaining Divergent Levels of Longevity in High-Income Countries – THE NATIONAL ACADEMY PRESS

Fumo Passivo e Hipertensão em crianças – Secondhand Smoking and Blood Pressure in Preschool Children

17 de janeiro de 2011 Comentários desligados

Por Favor, Não Fume perto de Crianças - Please, Do not Smoking nearest Children

Fumo passivo e Hipertensão em Crianças

(PULMAOSANEWS) A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem expressado sua preocupação com as pandemias de tabagismo, obesidade e insuficiência cardíaca. A OMS tem registrado altos índices de prevalência destas morbidades tanto em países desenvolvidos como nos países em desenvolvimento, constituindo motivo de preocupação não apenas pelos elevados custos em perda de hora/trabalho, vidas e recursos financeiros, mas em relação a como prevenir esta correlação o mais precoce possível, rastreando inclusive o atendimento de crianças pré-escolares e escolares.

A PULMÃO SA destaca a necessidade cada vez maior da criação de busca ativa de pacientes que estejam em risco para qualquer uma das morbidades citadas acima, tanto pelos serviços públicos quanto privados (veja A Fórmula  Matemática do Tabagismo), e tem reforçado a necessidade da criação de programas de logística preventiva, assim como o ajuste contínuo da lei antifumo, para proteger tanto a saúde dos cidadãos como o meio ambiente, aumentando a proteção inclusive para os espaços abertos como praias e parques ( como já ocorre em cidades como Palm Beach, na Flórida – Estados Unidos e Vancouver no Canadá), campus universitários, campus de Escolas, estacionamentos de shopping centers, etc.

Estudo publicado pela revista Circulation em 10 de Janeiro de 2011, ratifica o supracitado, uma vez que mostra uma íntima relação de crianças portadoras de Hipertensão Sístólica ( Pressão sanguínea Alta) e pais fumantes.

A Hipertensão Arterial é a causa líder no desenvolvimento de doenças cardiovasculares e possui como causas fatores genéticos, comportamentais (dieta, tabagismo), ambientais (fumo passivo), biológicos, etc.

No estudo publicado na Circulation foram avaliadas 4236 crianças pré-escolares com média de 5 – 6 anos de idade na Alemanha.

Percentagem de Pais Tabagistas

Das crianças avaliadas no estudo da Circulation, 28,5% dos pais e  20,7% das mães declaram ser fumantes;  E as crianças que possuiam ambos responsáveis tabagistas: 11,9%.

Em que se pesem os riscos clássicos associados como índice de massa corporal, prematuridade, baixo peso ao nascer, hipertensão dos pais, chamou a atenção neste estudo à correlação de níveis elevados de hipertensão sistólica e diastólica naquelas crianças que possuiam pais fumantes.

Este trabalho ratifica estatisticamente a iniciativa da PULMAOSA na sua atuação educacional voltada para os setores 3E: Estado, Empresa, e Escolas (veja a história infantil “Zoo Lógico?”), no intuito de se criar uma rede de proteção à saúde do cidadão contra os males do tabaco.

O Estudo torna claro a necessidade de continuarmos o nosso pedido para os pais fumantes:  “Por favor, não fumem na presença de crianças!”  E os votos para que os pais fumantes animem-se com a possibilidade de procurar tratamento para parar de fumar...

FONTES:

PULMAOSANEWS – PULMAOSA – Sua Atmosfera, Sua Vida! ®

Circulation  Abstract Published online before print January 10, 2011

ENGLISH

PLEASE, NO SMOKING NEAREST CHILDREN

Passive smoking and Hypertension in Children

(PULMAOSANEWS) – The World Health Organization (WHO) has expressed concern about pandemics of smoking, obesity and heart failure. The WHO has recorded high rates of prevalence of these diseases both in developed and developing countries, constituting a concern not only by high costs in lost time / work, lives and financial resources, but over how to prevent these correlations early as possible, including tracking the care of preschool and school children.

The PULMAOSA highlights the growing need of creating an active search for patients who are at risk for any of the aforementioned morbidities, both by public and private (see The Smoking Math Formula = COPD+ Plus), and reinforces the necessity of creating logistics programs preventive as well as the continuous adjustment of smoke free law for the protection of citizens’ health as the environment, including increasing the protection for open spaces like parks and beaches (as occurs in cities like Palm Beach, Fla. – United States and Vancouver in Canada), universities as South Florida and Central Florida University campuses, campus schools, parking lots, shopping malls, etc..

Study in the journal Circulation on Jan. 10, 2011, ratifies the above, since it shows an intimate relationship in children with systolic hypertension (high blood pressure) and parental smoking.

Hypertension is the leading cause in the development of cardiovascular diseases as causes and has genetic, behavioral (diet, smoking), environmental (secondhand smoke), biological, etc..

In the study published in Circulation 4236 were evaluated pre-school children with an average 5 to 6 years of age in Germany.

Percentage of  Smoker Parents

In this Study of Circulation: 28.5% of fathers and 20.7% of mothers claimed to be smokers and  the percentage of children with both responsible smokers was: 11.9%.  In which they weigh the risks associated with classical factors as body mass index, prematurity, low birth weight, parental hypertension, this study draws attention to the correlation of elevated levels of systolic and diastolic hypertension in children who have parents who smoke.

CONCLUSIONS

So, this study confirms statistically the initiative of PULMAOSA in its educational actions toward 3S sector: State (Government), S.A (Business Companies), and Schools (see the children’s story “Zoo Logic?”)  in order to create a network of health protection against the tobacco evils.

This Study also clearly the need to continue our call for smoking parents: “Please, do not to smoke in the presence of children.” And increase our hope that they thrilled with the opportunity to seek treatment to quit  smoking…

SOURCES:

PULMAOSANEWS – PULMAOSA – Lungs: Your atmosphere, Your Life! ®

Circulation abstract: Published online before print January 10, 2011

Categorias:Crianças/ Children, DR./MD., Pare de Fumar / Quit, Principal Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vacinas: Uma das chaves da DPOC! Vaccines: One of the COPD’s Keys!

6 de outubro de 2010 Comentários desligados

Dia Mundial da DPOC

Vacinas: Uma das chaves da DPOC!

Marcos Henrique Sant’Ana do Nascimento, MD. 1

1. Professor de Medicina PUCPR

COPD ELETRONIC MARATHON 2011

Apesar de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) ser uma doença muito comum no mundo e mesmo nos Estados Unidos, onde cerca de 24 milhões de americanos são portadores, chamo a atenção para um fato alarmante: pelo menos metade dos pacientes com DPOC não sabem que têm a doença (1, 2)!
Portanto, se  um portador de DPOC não tem diagnóstico, não pode tratar, impedir a progressão e ter uma vida melhor …

Em 2005, aproximadamente um em cada 20 mortes nos Estados Unidos tinham DPOC como causa básica. Tabagismo é a principal causa de DPOC (3).

Este artigo visa colaborar na tentativa de popularizar o conhecimento sobre a DPOC, proporcionando melhor controle e uma melhor qualidade de vida.

Em primeiro lugar vamos lembrar: O que é DPOC?

Bronquite e Enfisema - Bronchitis and Enphysema

A DPOC é uma doença pulmonar comum entre fumantes e ex-fumantes, ocasionando dificuldade para respirar, tosse crônica com ou sem escarro. (4)
A DPOC é caracterizada como uma doença pulmonar inflamatória, caracterizada pela limitação do fluxo aéreo que não é totalmente reversível.
O termo DPOC engloba:
• A bronquite crônica;
• enfisema pulmonar.

Prevenção da progressão da DPOC e das complicações:
A diminuição da função pulmonar é o evento associado com morbidade e mortalidade por DPOC. E esta é desencadeada pelo tabagismo e pela a exacerbação da DPOC, levando as infecções. Portanto, para evitar a queda excessiva da função pulmonar devemos ampliar o conhecimento para os pacientes e este deve ser o objetivo principal para os médicos que cuidam de pacientes com DPOC, com vista a um melhor prognóstico.
Prevenir o declínio da função pulmonar é o objetivo, como abordar esse objetivo?

É necessário, segundo a literatura médica obedecer a um tripé de medidas:

(1) Pare de Fumar!

É preciso compreender que hoje temos um grande arsenal farmacológico como os adesivos de reposição de nicotina, a Bupropiona e a Vareniclina, além de encaminhamento para grupos de cessação do tabagismo, que podem ser oferecidos aos pacientes, e tornar o parar de fumar uma meta realista e exequível.
Parar de fumar é a coisa mais importante que você pode fazer em termos de proporcionar uma vida melhor. Tanto sob o aspecto da saúde quanto em relação a auto-estima. Procure ajuda médica para se livrar da dependência da nicotina. Faça isso por você. Você vai se sentir melhor!
(2) Tome os medicamentos de maneira correta:
Algumas evidências sugerem o uso de bronco dilatador como a terapia farmacológica primária para prevenir e controlar os sintomas, reduzir a freqüência e a gravidade das exacerbações agudas e melhorar a qualidade de vida. (5)

(3) Profilaxia Vacinal
A causa mais freqüente de exacerbação da DPOC está associada com infecções respiratórias virais e bacterianas adquiridas na comunidade. Infecção viral como causa de exacerbações são particularmente comuns quando há grandes variações na temperatura atingindo o seu pico no inverno, mas também são comuns na primavera e no outono. Além disso, desde 2009, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou uma pandemia de influenza H1N1, uma condição que coloca as mulheres grávidas e pessoas com doenças respiratórias crônicas como asma e DPOC, entre outras condições, na linha de maior risco para a morbidade e mortalidade, com ambas as doenças respiratórias listadas como causas de internações nos EUA para a gripe suína. (6)
Pacientes com DPOC são de alto risco para complicações da gripe por causa da própria doença, o que diminui a reserva pulmonar e por algumas outras razões, tais como: uso de corticosteróide, que poderiam afetar e diminuir a resposta do sistema imunológico, o mau funcionamento dos cílios causados pelo cigarro, que resulta em colonização dos brônquios por bactérias como o pneumococos e o Haemophilus influenzae.
Assim, a prevenção das exacerbações é reconhecida como um objetivo chave na DPOC gerenciamento de estado da doença. (7)

Vacina contra a gripe:

Estar vacinado é a melhor maneira de se prevenir contra a gripe. Todas as pessoas com DPOC ou de qualquer outra doença crônica pulmonar devem receber a vacina contra a gripe sazonal e suína (H1N1):
• Pessoas com DPOC devem começar a “vacina contra a gripe sazonal”, uma vacina feita com vírus inativados (mortos). A vacina contra a gripe é dada com uma agulha, geralmente no braço. (8) A vacina contra a gripe H1N1 de 2009 contém o vírus “morto”, então você não pode ficar gripado por causa da vacina. (8)
• Pessoas com DPOC não deve receber a vacina de spray nasal, que é uma vacina com vírus vivo, e não é recomendado pelo CDC_ Centro de Doenças e Controle dos Estados Unidos ( Esta vacina não encontra-se disponível no Brasil)
• A vacina contra a gripe H1N1 de 2009, pode ser administradas na mesma visita como qualquer outra vacina, incluindo a vacina pneumocócica.

** Por determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2011 a vacina contra a gripe comum (influenza sazonal) conterá 3 vírus da gripe: o H1N1 pandêmico tipo A; Um H3N2 tipo A, e um vírus influenza tipo B

Vacina pneumocócica:
Durante as pandemias anteriores de gripe, a pneumonia bacteriana secundária era uma causa importante de doença e morte. O Streptococcus pneumoniae foi o agente etiológico mais comum. De acordo com orientações provisórias emitidas pelo CDC, todas as pessoas com indicações existentes para vacina Pneumo-23(PPSV23) devem ser vacinadas seguindo recomendações atuais,por ser útil na prevenção de infecções secundárias e reduzir as complicações da doença e minorar o risco de óbito. (9)

REFERÊNCIAS:

(1)  Han MK et al. Chest. 2007;132:403-409.

(2) Lee TA et al. Chest. 2006;129:1509-1515.

(3)CDC. Annual smoking-attributable mortality, years of potential life lost, and productivity losses—United States, 1997–2001. MMWR 2005;54:625–8.

(4)Rennard SI. COPD: overview of definitions, epidemiology, and factors influencing its development. Chest 1998;113(Suppl 4):235–41s.

(5) O’Donnell DE, Aaron S, Bourbeau J, et al. Canadian Thoracic Society recommendations for management of chronic obstructive pulmonary disease—2007 update. Can Respir J 2007;14(Suppl B):5–32B.

(6) CDC.2009 H1N1 Flu:Underlying Heath Conditions among Hospitalized Adults and Children: -Acessed in Março 30,2010.

(7) Global Initiative for Chronic Obstructive Lung Disease. Global strategy for the diagnosis, management, and prevention of chronic obstructive pulmonary disease.

(8) Cives – Center for Health Information for Travelers of UFRJ:  http://www.cva.ufrj.br/informacao/vacinas/gripe-pr.html Accessed  Março 30,2010.

(9) Centers for Disease Control and Prevention. Interim guidance for use of 23-valent pneumococcal polysaccharide vaccine during novel influenza A (H1N1) outbreak. July 9, 2009. http://www.cdc.gov/h1n1flu/guidance/ppsv_h1n1.htm.  Accessado em 30 Março 2010.

FONTES:

©PULMAOSANEWS ® All rights reserved

%d blogueiros gostam disto: